Quatro pessoas morreram e outras 24 ficaram feridas neste sábado (23) na fronteira entre Brasil e Venezuela, segundo informa o “The Washington Post”, que falou com a ONG Foro Penal, que monitoriza a crise violenta no país.

“Fomos informados que coletivos atiraram contra as pessoas na fronteira, e a situação é grave”, disse o diretor da organização não-governamental, Alfredo Romero, ao jornal norte-americano.

O caso teria ocorrido em Santa Elena de Guairen, no lado venezuelano.

O “Washington Post” relata que as mortes ocorreram depois que milícias pró-governo conhecidas como coletivos abriram fogo.

A Venezuela vive um clima de muita tensão e violência desde o impasse entre o presidente Nicolás Maduro e o líder da oposição, Juan Guaidó, que se autodeclarou presidente do país. Com informações do Minuto ao Minuto.