Take a fresh look at your lifestyle.

-publicidade-

Conselho Regional de Educação Física critica fechamento de academias no Amazonas

Porque academias e similares devem permanecer funcionando

Na tarde de terça-feira, dia 12 de janeiro, o Governo do Amazonas editou um novo decreto que estabelece o fechamento de academias e similares no Estado, não abrindo diálogo, não escutando especialistas da área. Mesmo após termos nos colocado à disposição através de ofícios durante o período em que o setor esteve fechado nos meses de março a junho.

Diversos estudos destacam que as academias e similares, que seguem os protocolos de higiene e prevenção, são sim lugares seguros para clientes e funcionários, e geram diversos benefícios, como o fortalecimento do sistema imunológico, redução dos riscos cardiovasculares, combate a depressão, melhora do sistema circulatório, entre outros.

Atualmente o Amazonas possui mais de 400 empresas prestadoras de serviço de atividades físicas e mais de 6 mil Profissionais de Educação Física registrados, que geram empregos e renda, e que no ano passado sofreram com o fechamento de seus locais de trabalho durante um grande período.

Fechar novamente esses estabelecimentos significa um retrocesso gravíssimo para o setor, que tentava se reerguer nos últimos meses. Além disso, deixará milhares de amazonenses sem espaço para a prática de atividade física segura e com orientação profissional.

Esperamos que o Governo do Amazonas tenha bom senso, reveja o seu posicionamento e mantenha as academias e similares abertas, atendendo e proporcionando saúde ao povo.

Conselho Regional de Educação Física da 8ª Região – CREF8/AM-AC-RO-RR

-publicidade-