As Principais Notícias do Estado do Amazonas estão aqui!

Convocação de aprovados no exame para Programa de Residência Jurídica é iniciada

A Defensoria Pública do Estado do Amazonas (DPE-AM) divulga Edital de Convocação dos candidatos aprovados no 1º Exame de Seleção para o Programa de Residência Jurídica. Os convocados deverão apresentar documentos no prazo de 8 a 14 de junho, das 8h às 14h, na Escola Superior da Defensoria Pública do Estado do Amazonas (Esudpam), que fica na rua 24 de Maio, 321, Centro, zona sul de Manaus.

O Edital de Convocação, assinado pelo defensor público geral do Estado, Rafael Barbosa, e pelo diretor da Esudpam, Carlos Almeida Filho, foi publicado no Diário Oficial Eletrônico da DPE-AM do dia 7 de junho e está disponível no site www.defensoria.am.def.br. O edital traz a lista nominal dos convocados. A seleção destina-se ao preenchimento de 10 vagas de alunos-residentes bacharéis em Direito e advogados, que receberão bolsa-auxílio no valor de R$ 2.100,00.

Os aprovados deverão apresentar os seguintes documentos: cópias da carteira de identidade, do CPF, do currículo; do número de conta bancária no Banco do Brasil (cópia do cartão do banco); e original e cópia do título de Bacharel em Direito e de colação de grau. É necessário apresentar, ainda, duas fotos 3×4; cópia de documento que comprove a regularidade com o serviço militar (para homens); cópia do título de eleitor com comprovante da última votação; e certidões negativas criminais e disciplinares dos órgãos e/ou entidades a que esteja vinculado.

De acordo com o Edital, o não comparecimento até o dia 14 de junho para apresentação da documentação implicará em desistência do Programa de Residência Jurídica. Conforme o Edital, compete ao candidato o acompanhamento do certame, por intermédio das publicações no site www.defensoria.am.def.br e no Diário Oficial Eletrônico da DPE-AM.

Rafael Barbosa destacou que o Programa de Residência Jurídica tem o objetivo de proporcionar aos bacharéis em Direito o aprofundamento no conhecimento sobre o modelo de assistência jurídica integral e gratuita prestado pela Defensoria Pública à população de baixa renda. “É uma oportunidade para disseminarmos na comunidade acadêmico-jurídica a visão sobre a instituição, proporcionando também treinamento prático”, afirmou.

você pode gostar também