Na boa fase do Fluminense desde que Levir Culpi assumiu o comando da equipe, o Tricolor estreia nesta quarta-feira na Copa do Brasil, contra o Tombense, em Muriaé, em Minas Gerais, pensando em eliminar o jogo de volta. No entanto, apesar do pensamento otimista, o treinador sabe que a missão não será tão simples.

“Temos confiança. Mas não é fácil, pois não tem time ruim no campeonato. Tem que merecer. Existe possibilidade, mas depende da nossa produtividade. A Copa do Brasil é um campeonato perigoso, pode ser decidido em um jogo. O adversário vai vir motivado, é o Fluminense, uma competição nacional. Vamos entrar com o time focado para evitar surpresa”, disse Levir em entrevista coletiva.

“O Tombense é um time de um investimento. Empresários são donos, não é um time que tem aquela fama de torcida, mas é um bom time. Vai procurar fazer o melhor e não podemos descuidar. Encaro dessa maneira”, completou.

Jejum de Fred no Fluminense

70ce37eaa21cddb40d7aa76f77c5a5f1

Questionado sobre a seca de gols de Fred, Levir novamente demonstrou confiança no seu artilheiro e capitão.

“Fred tem tranquilidade e experiência para administrar isso. A bola não entra, apenas isso. Não há fórmula para mudar, a bola só tem que entrar. Ele terá situações para marcar, e tomara que seja iluminado”, analisou.

Para finalizar, o treinador também falou sobre o fechamento do Maracanã e o show que o estádio irá receber da banda inglesa Cold Play, no próximo dia 10.

“Tem de ir ao show mesmo. Sou fãs dos caras [Cold Play]. Mas me desaponta um pouco, claro. Maracanã é um palco mundial e deveria ser preservado”, disse.

Fonte: Yahoo