Policiais civis lotados na Delegacia Especializada em Roubos, Furtos e Defraudações (DERFD) cumpriu na tarde desta segunda-feira (23/7), por volta das 15h, mandado de prisão preventiva em nome de Ademilson Bentes Duarte, 47, conhecido como “Coroa”, por tentativa de latrocínio. O homem foi apresentado durante coletiva de imprensa realizada às 15h, no prédio da DERFD, na zona centro-oeste da cidade. As informações são do delegado Demetrius Queiroz, adjunto da especializada

De acordo com Demetrius Queiroz, o crime aconteceu no dia 22 de outubro de 2018, no estacionamento de uma agência bancária na avenida André Araújo, bairro Aleixo, zona centro-sul da cidade. O delegado adjunto explicou que o homem foi preso na residência dele, no bairro Coroado, zona leste da cidade. A ordem judicial em nome de Ademilson foi expedida no dia 22 de julho de 2019, pelo juiz Henrique Veiga Lima, da 9ª Vara Criminal.

A autoridade policial relatou que o comerciante foi abordado por “Coroa” e comparsas dele, no momento em que chegava à agência para efetuar um depósito em dinheiro. Na ocasião, os infratores não conseguiram subtrair o dinheiro do comerciante e, por conta disso, acabaram efetuando disparos de arma de fogo em direção à vítima, atingida nas pernas.

“Ademilson teria passado informações para os demais indivíduos para praticarem o roubo. ‘Coroa’ tinha informações privilegiadas porque prestou serviços no mercadinho da vítima. Ele sabia todo o cotidiano do local, bem como os depósitos de altos valores. No dia do fato, o infrator informou para os comparsas o momento em que a vítima iria à agência bancária e, na chegada ao local, ele foi abordado pelos indivíduos que já estão presos. Com a prisão de ‘Coroa’, esse caso foi elucidado”, pontuou Demetrius Queiroz.

O adjunto da DERFD destacou ainda que os comparsas de “Coroa”, identificados como Wagner Ferreira Teixeira, que atuava como motorista do carro usado no crime, e Ailson Borges de Oliveira da Silva e Alinelson William Araujo Pereira, já estão cumprindo pena em unidades prisionais da capital.

Procedimentos – Adenilson foi indiciado por latrocínio tentado. Ao término dos procedimentos cabíveis na DERFD, Adenilson será levado para o Centro de Detenção Provisória Masculino (CDPM).

FOTO: Alailson Santos/ PC-AM