As Principais Notícias do Estado do Amazonas estão aqui!

Coronel Louismar Bonates quer criação de banco de dados de países sul-americanos contra o tráfico de drogas

Nesta quarta-feira (13/11), no maior evento de Segurança e Defesa da Amazônia, o secretário de Segurança Pública do Amazonas, coronel Louismar Bonates, defendeu a criação de um banco de dados dos países sul-americanos para potencializar o combate ao narcotráfico. A Amazon Security and Defense Exhibition (ASDX) ocorre em Belém e vai até esta quinta-feira (14/11).

“Uma das nossas grandes preocupações é a integração de dados. Por meio da Secretaria Nacional de Segurança Pública, vamos criar um banco de dados nacional, mas precisamos também criar um banco com os países da América do Sul. O objetivo é trocarmos informações para ter uma efetividade maior nas ações contra o tráfico de entorpecentes”, afirmou Bonates.

Na ocasião, o secretário de Segurança anunciou a realização, em Manaus, nos dias 3, 4 e 5 de março de 2020, do primeiro Encontro Sul-Americano de Agências de Inteligência de Fronteiras. O evento contará com a presença de representantes de estados e países fronteiriços ao Amazonas, contando também com a participação de autoridades da Argentina, Chile, Uruguai, Paraguai, Bolívia, Colômbia e Peru, além das Guianas Francesa e Inglesa e o Suriname.

Já há presenças confirmadas de representantes do FBI e da Agência Anti-drogas dos Estados Unidos. A SSP-AM também está convidando agências de inteligência de países europeus.

Painel – Bonates é um dos painelistas do evento internacional e falou, nesta quarta, sobre os Desafios da Segurança Pública na Região Amazônica e Propostas de Soluções. Durante a participação, ele vai destacou as ações desenvolvidas no Amazonas, com enfoque nas operações policiais integradas e no trabalho que vem sendo desenvolvido para o combate ao tráfico de armas, drogas e pessoa e a biopirataria.

Outros temas abordados no evento são a “Amazônia Brasileira e a Estratégia Nacional de Defesa”, “Cooperação entre as Forças Armadas da Guiana Francesa e as Forças Armadas Brasileiras em Operações na Fronteira”, “Ação Humanitária de Acolhimento a Venezuelanos”, “Geopolítica do Entorno Estratégico”, entre outros.

Apoio jurídico – O secretário de Segurança destacou, em sua apresentação, o serviço pioneiro no país de assistência jurídica ao servidor público. Fruto de um convênio assinado pelo governador Wilson Lima com a Defensoria Pública do Estado, os agentes da segurança pública contam com assistência jurídica integral por meio da Coordenação de Proteção ao Policial em Atividade (CPPA).

A medida alcança os profissionais em atuação funcional e funcionará durante os sete dias da semana, em regime de sobreaviso. “Uma grande preocupação é com o nosso policial. É dele que dependemos e temos que dar todo o apoio. Nós criamos uma coordenação em que advogados trabalham diariamente. Isso dá tranquilidade ao militar que está nas ruas”, afirmou Bonates.

Investimentos – A SSP-AM prevê investimentos de R$ 20 milhões para o combate ao tráfico de drogas esse ano, com a aquisição de lanchas blindadas e de outros equipamentos de segurança.

Em maio, como parte da estratégia de reforçar a atuação na fronteira, a Secretaria de Segurança Pública do Amazonas realizou o Seminário de Abordagem a Embarcações, com simulações de abordagens por parte de tropas especializadas e a participação de representantes de outros Estados.

Depois disso, mais de 25 mil itens, entre armas e outros equipamentos, foram entregues para reforçar o trabalho policial nas ruas.

FOTO: DIVULGAÇÃO/SSP-AM

você pode gostar também