Amazonas Notícias

Corpo de Bombeiros avança na implantação do protocolo de assepsia das roupas de aproximação de incêndio

O Corpo de Bombeiros Militar do Amazonas (CBMAM) tem avançado na implantação do protocolo de assepsia das roupas de aproximação de incêndio, que é um Equipamento de Proteção Individual (EPI) usado pelos bombeiros em ocorrências de grande exposição física, como incêndios. O Protocolo Operacional Padrão (Pop) foi implantado, no dia 5 de maio deste ano, com base em pesquisa científica, visando melhorar a saúde ocupacional dos militares.

De acordo com a tenente Raquel, do Departamento de Biossegurança do CBMAM, a roupa de aproximação não pode ser lavada com frequência para não diminuir o nível de proteção que tem à altas temperaturas. Ela explica que a partir disso, a corporação desenvolveu uma pesquisa científica para encontrar um método de lavagem a seco, que não comprometesse o EPI. Agora, com os resultados do projeto, o CBMAM já está realizando a implantação nos postos da corporação.

“Essa foi uma determinação do nosso comandante-geral, e nós já estamos colocando em prática o protocolo de limpeza das roupas de aproximação à seco. Estamos com todo empenho fazendo esse trabalho de implantação, garantindo a higienização do EPI, e fazendo com que os militares estejam protegidos de todos os fragmentos nocivos aos quais são expostos durante as ocorrências”, explicou a tenente Raquel.

Desde a implantação, a equipe de biossegurança do CBMAM, já apresentou o protocolo em todas as unidades da capital e agora segue com cronograma para os postos da corporação no interior.

Pesquisa inédita

A pesquisa para encontrar o melhor método de higienização da roupa de aproximação é pioneira no estado e foi realizada pelo CBMAM em parceria com a Escola Superior de Tecnologia (EST), da Universidade do Estado do Amazonas (UEA) e com o Centro de Pesquisa, Ensino e Desenvolvimento Tecnológico (Gerontec), da Fundação Universidade Aberta da Terceira Idade (FUnATI).

Repercussão internacional

Sendo a primeira corporação de bombeiros do Brasil a desenvolver um protocolo para higienização desse EPI, a equipe de biossegurança do CBMAM realizou, neste mês, a apresentação e publicação da pesquisa durante o Congresso Internacional de Microbiologia na França.

“A UEA nos ajudou com todo apoio, para fazer com que isso fosse uma pesquisa científica, sendo publicada inclusive no exterior, e agora será também apresentada no Senabom, que é nosso Seminário Nacional de Bombeiros, para que seja apresentado a todas as corporações do Brasil”, concluiu tenente Raquel.    

Corpo de Bombeiros avanca na implantacao do protocolo de assepsia das roupas de aproximacao de incendio | Amazonas Notícias

FOTOS: Divulgação/CBMAM

Relacioandos