As Principais Notícias do Estado do Amazonas estão aqui!

Corte do Minha Casa, Minha Vida preocupa setor da construção civil no Amazonas

Parlamentares de diversos estados demostraram a necessidade de garantias dos recursos para conclusão de obras

A redução em 50% do orçamento do programa “Minha Casa, Minha Vida” para 2020, foi debatido durante reunião mensal do Conselho de Administração da Câmara Brasileira da Industria (CBIC), realizada na sede da Confederação Nacional da Indústria (CNI), em Brasília. Para o presidente do Sindicato da Indústria da Construção Civil do Amazonas (Sinduscon-AM), Frank Souza, a redução nos investimentos é significativa e afetará a geração de empregos no setor.

“A projeção de menos investimentos para 2020 é danoso, pois cai pela metade da quantia que foi investida em 2019. Será uma grande redução para moradia, principalmente de interesse social. Uma redução na construção e consequentemente uma redução na geração de empregos. A construção civil é uma mola propulsora para geração de emprego nas mais diversas áreas que englobam a construção civil, é uma grande preocupação essa redução, esperamos que possa surgir, em um futuro breve, outras fontes de financiamento para movimentar o setor da construção no país e no Amazonas”, reforçou.

O Ministério do Desenvolvimento Regional, responsável pelo Minha Casa, teve para 2020 um dos maiores cortes nas chamadas despesas discricionárias. A redução foi de 27,1% em relação à previsão para 2019, somando R$ 6,56 bilhões. Para 2020, orçamento reserva apenas R$ 2,71 bilhões, metade do valor desde ano, o dinheiro deve ser usado apenas para honrar as obras em andamento.

Parlamentares de diversos estados demostraram a necessidade de garantias dos recursos para conclusão de obras do programa e também para retomada de construções que já estão paralisadas. Em nota, o Ministério do Desenvolvimento Regional informou que as equipes da pasta estão realizando estudos para avaliar o impacto da redução orçamentária e planejar as ações do próximo ano.

você pode gostar também