As Principais Notícias do Estado do Amazonas estão aqui!

Crea-AM faz megaoperação e encontra várias irregularidades na zona de Manaus

Megaoperação foi lançada nesta quarta-feira (27) com 12 agentes nas ruas num trabalho que contemplou diversos segmentos da engenharia como civil, mecânica, elétrica, de segurança do trabalho, entre outros.

O Conselho Regional de Engenharia e Agronomia do Amazonas (Crea-AM) iniciou, nesta quarta-feira (27), uma megaoperação de fiscalização do exercício de um profissional habilitado na manutenção de shoppings, hotéis, indústrias, hospitais, postos de gasolina, entre outros empreendimentos na zona norte de Manaus. Foram 12 agentes nas ruas num trabalho que contemplou diversos segmentos da engenharia como civil, mecânica, elétrica, de segurança do trabalho, entre outros.

“Fizemos um planejamento e identificamos 50 pontos na zona norte onde fazemos uma fiscalização mais educativa do que coercitiva. Num segundo momento, podemos autuar e aplicar multas. Não é só obra, só engenharia civil. Temos trabalho de engenharia mecânica, eletricista, e por aí vai. Depois vamos passar para as outras regiões de Manaus”, avisou o presidente do Conselho, engenheiro Afonso Lins.

Um dos focos da megaoperação foi a conscientização sobre a importância da atualização da Anotação de Responsabilidade Técnica (ART). “Ela assegura a responsabilidade do engenheiro para determinados trabalhos. Todo item de engenharia precisa de um responsável técnico”, ressaltou Afonso Lins.

O gerente de fiscalização do Crea-AM, Jhonny Bonatto, apontou que a recarga de extintores e a manutenção elétrica estão entre os principais gargalos encontrados. “Recebemos muitas denúncias sobre a questão de manutenção e estamos verificando em hospitais, postos de combustíveis, shoppings, hotéis e indústrias, entre outros empreendimentos. O nosso trabalho é verificar as irregularidades e cobrar a participação de um profissional habilitado”, destacou Bonatto.

As ações devem durar uma semana e passarão por quase 50 pontos da região. A proposta da ação é averiguar se os serviços de manutenção e preservação são executados por profissionais habilitados, com a devida Anotação de Responsabilidade Técnica (ART).

O objetivo da fiscalização é solicitar e avaliar diversos documentos, entre eles, o atestado de regularidade do Corpo de Bombeiros; projeto de combate a incêndio e pânico, além da relação dos profissionais abrangidos pelo sistema CONFEA/ Crea. Também serão solicitadas todas as Anotações de Responsabilidade Técnica (ART’s), inclusive das empresas prestadoras de serviço de manutenção, das obras em andamento e serviços temporários.