Um boletim de ocorrência foi registrado na última segunda-feira (1), na Delegacia Especializada em Proteção à Criança e ao Adolescente (DEPCA), revela a denuncia de uma criança de nove anos contra o padrasto. O Homem é acusado de abusar sexualmente da menor. Segundo a conselheira tutelar Iolene Oliveria, dias antes a avó apareceu na sede do Conselho fazendo a denúncia contra o padrasto. As informações são do G1 da Globo.

A própria avó de uma criança denunciou o caso no Conselho Tutelar da Zona Leste de Manaus. A denúncia foi feita após a menina entregar um bilhete pedindo para morar com a avó e relatando os estupros.

No bilhete estava escrito “A mesma coisa que ele faz com a mamãe, também faz comigo”.

O acusado é casado com a mãe da menina desde que ela tinha três anos, segundo a conselheira tutelar, Iolene Oliveria. Ainda de acordo com a conselheira, o padrasto levou a família para passar cerca de seis meses em Goiânia. Um dia, em um sítio, a criança avisou a mãe que ia ajudar o padrasto a guardar o gado e o homem teria aproveitado a ocasião para estuprar a enteada.

O Conselho Tutelar afirmou que após o episódio, a criança chegou a relatar o estupro para a mãe, que não fez nada .

Depois de voltar de Goiânia, a família foi morar nos fundos da casa da avó da menina, mãe do pai biológico dela. Durante esses dois meses, nenhum outro episódio de estupro aconteceu. Mas, ao saber que a mãe e o padrasto planejavam se mudar, a criança resolveu escreveu o bilhete pedindo para morar com a avó e relatando os casos.

A família deve, nos próximos dias, prestar depoimento da Depca. A partir do resultado dos exames e dos depoimentos, a polícia deve iniciar os procedimentos cabíveis.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here