Criminoso que ficou famoso ao postar fotos durante fuga do Instituto Penal Antônio Trindade é morto a tiros em Manaus

Brayan Bremer Quintelo Mota, de 24 anos, foi assassinado a tiros neste domingo (4), no conjunto Boas Novas, Zona Norte de Manaus. Ele ficou famoso nas redes sociais depois de publicar fotos durante fuga do Instituto Penal Antônio Trindade, em 2017.

De acordo com a polícia, Brayan estaria em uma motocicleta, quando pistoleiros se aproximaram e efetuaram vários disparos de arma de fogo contra ele. A vítima chegou a ser socorrida e levada ao Serviço de Pronto Atendimento (SPA) Danilo Corrêa, na zona norte, mas já estava sem vida ao chegar à unidade de saúde.

A Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS).

Em 2017, Bremer Bremer foi um dos 225 detentos que fugiram das cadeias de Manaus durante massacre ocorrido no dia 1º de janeiro daquele ano. Horas após a fuga, ele fez uma sequência de postagens no Facebook. Primeiro, uma foto em que ele aparecia comendo jaca na área de mata ao lado da penitenciária com a legenda foi: “na fuga da cadeia”.

Na segunda publicação ele comemora: “vida nova” e afirma que começou a trabalhar como vendedor de chips de celular.

Em outros posts Brayan afirmou que estava “a caminho de Maués para somar com as solteiras”. Todas as publicações viraram memes e viralizaram na internet.