Enfrentando uma desvalorização nunca vista anteriormente em relação ao dólar a economia Argentina vem passando por maus bocados, recorrendo a empréstimos ao FMI (Fundo Monetário Internacional) para tentar conter a cadeia de efeitos negativos em sua economia.

Durante a temporada de verão as praias brasileiras são muito procuradas pelos argentinos, é comum nos depararmos com nossos hermanos aproveitando as férias sejam acompanhados pela família ou amigos, nosso país é destino certo para muitos deles, e isso é ótimo para o setor turístico, correspondendo a cerca de 40% dos viajantes em nosso país ultrapassando a casa dos 2,5 milhões, porém a crise que se arrasta desde o governo Kirchner em (2003-2015) se intensificou neste ano, e em comparativo com mês de agosto de 2017 houve uma queda de mais de 19% em relação a agosto de 2018.

Países vizinhos como o Chile e Cuba sentiram mais intensamente os efeitos da crise em seus setores turísticos chegando a uma redução de 50% de turistas argentinos.

Aqui no Brasil embora esse número tenha sido menor ele já preocupa. Com uma economia estagnada, inflação altíssima, uma dívida externa em dólar e a maior desvalorização mundial de uma moeda, sendo de mais de 50% é difícil olhar com otimismo no cenário atual da crise Argentina. Mas e aqueles que conseguem viajar como estão fazendo?

Devido a instabilidade do peso em relação ao dólar, poucos argentinos têm seus salários convertidos para a moeda americana ou ao euro e assim conseguem visitar nosso país já que o real segue desvalorizado em relação a estas mesmas.

Nos sites de Aluguel de Temporada a procura de argentinos por imóveis brasileiros apresentou declínio de 21,21% em relação ao mesmo período do ano anterior.

Pode parecer vantajoso para nós brasileiros viajar para a Argentina porém os economistas alertam que essa vantagem cambial do real para o peso pode ser sugada pela alta inflação do país.

Aos empresários e demais dependentes do setor turístico brasileiro que são diretamente impactados com a diminuição dos visitantes argentinos resta torcer para uma reviravolta neste cenário e recuperação da economia argentina.

fonte: Alugar Temporada. https://alugartemporada.com.br

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here