As Principais Notícias do Estado do Amazonas estão aqui!

Currículo escolar focado em áreas do conhecimento é positivo para a educação

A Medida Provisória, proposta pelo governo federal, para reformular o Ensino Médio no país deve tomar conta do debate público durante o mês de fevereiro. Isso porque, a medida precisa ser votada pelo Senado Federal até, no máximo, dia 2 de março, caso contrário a proposta perde a validade.

A Medida Provisória tem a intenção de diminuir o número de disciplinas obrigatórias, focando o ensino em quatro áreas do conhecimento, sendo elas: linguagens, matemática, ciências da natureza e ciências humanas. A ideia é aprovada pela Confederação Nacional dos Estabelecimentos de Ensino, a Confenen, entidade que representa as escolas particulares. De acordo com o diretor executivo da Confenen, João Luiz Cesarino, a diversificação das disciplinas vai ajudar os alunos a saírem do Ensino Médio mais preparados para enfrentar os desafios do primeiro emprego ou da universidade. “A Confenen entende que o Ensino Médio como está colocado hoje está colocado, com 13 disciplinas, onde o aluno tem muito contato, mas não consegue aprofundar esse contato. Então, é aquele aluno que sabe um pouco de cada coisa. Então, as áreas de conhecimento como estão colocadas, elas vão fazer que existam essa possibilidade de aprofundamento nas disciplinas realmente importantes”.

A Confenen afirma que é a favor da Medida Provisória, mas acredita que alguns pontos devem ser alterados como, por exemplo, os que dizem respeito ao aumento progressivo da carga horária para mil e 400 horas anuais até se tornar integral, que de acordo com acordo com a entidade afeta diretamente o ensino público no Brasil, que não conseguirá atender à demanda de alunos.

Reportagem, João Paulo Machado

 

Amazonas Notícias

você pode gostar também