Take a fresh look at your lifestyle.

-publicidade-

-publicidade-

Curso básico a distância sobre tuberculose é ofertado pela FVS-AM

A Fundação de Vigilância em Saúde do Amazonas (FVS-AM) oferta o curso básico de atualização em tuberculose para profissionais de saúde, estudantes e público em geral na modalidade Ensino a Distância (EaD). As inscrições iniciam nesta terça-feira (23/03) e podem ser feitas no site da FVS-AM (http://bit.ly/3tMPO03).

A capacitação é realizada pelo Centro de Educação a Distância da FVS-AM, possui carga horária de 12 horas e oferta certificado. A ementa do curso inclui os aspectos gerais da tuberculose, sinais e sintomas, diagnóstico da tuberculose, diagnóstico laboratorial, tratamento e o papel da sociedade civil no controle da doença.

Segundo o diretor-presidente da FVS-AM, Cristiano Fernandes, o curso tem a finalidade de promover conhecimentos sobre o manejo da tuberculose em tempos de Covid-19.

“O Amazonas é o estado que apresenta a maior taxa de incidência de tuberculose do país, e essa capacitação é uma oportunidade para formar multiplicadores de informações para o enfrentamento da doença no estado”, ressaltou Cristiano.

A coordenadora do Programa Estadual de Controle da Tuberculose (PECT/FVS), Marlucia Garrido, reforça que o curso ocorre em parceria com o Comitê Estadual de Tuberculose, a Secretaria Estadual de Saúde do Amazonas (SES-AM) e a Secretaria Municipal de Saúde de Manaus (Semsa/Manaus).

“Esse é o primeiro curso básico a distância de tuberculose ofertado pela FVS e faz parte da programação para a campanha de combate à doença deste ano”, disse Marlucia.

Ensino a distância – O Centro de Educação a Distância da FVS-AM (Cead/FVS-AM) foi implantado em 2018, quando a instituição passou a oferecer cursos que atendem a profissionais e interessados na área da saúde. Os cursos são gratuitos e disponíveis para quem realiza as inscrições.

Cenário da doença – Em 2020, o Amazonas registrou 2.863 casos novos de tuberculose. Deste total, 2.080 são em Manaus (72,70%), e os demais 783 (27,30%), no interior do estado. De janeiro a fevereiro de 2021, foram registrados 370 casos no estado, sendo 270 notificações em Manaus. Esses dados são monitorados pelo PECT/FVS-AM.

Tuberculose – A tuberculose é uma doença infecciosa e transmissível que afeta principalmente os pulmões. Os sintomas são similares aos da Covid-19, como a tosse por mais de 15 dias, dor no peito e nas costas, falta de apetite e perda de peso, porém a evolução da doença é lenta. A recomendação do Ministério da Saúde é procurar atendimento nas Unidades Básicas de Saúde (UBS) para avaliação, diagnóstico e tratamento.

Medidas – As medidas de prevenção recomendadas contra a Covid-19 também servem para a tuberculose, como uso de máscaras, higienização das mãos, manutenção do ambiente arejado e distanciamento social para não disseminar as bactérias entre pessoas do mesmo convívio. Diagnosticar e tratar são a melhor maneira de prevenir a doença.

Referência – A FVS-AM é responsável pela Vigilância em Saúde do Amazonas, incluindo o monitoramento de indicadores de doenças, como a tuberculose, por meio do Programa Estadual de Controle da Tuberculose (PECT) inserido no Departamento de Vigilância Epidemiológica (DVE/FVS-AM) e Laboratório Central de Saúde Pública (Lacen), referência para diagnóstico da tuberculose na região norte. A instituição funciona de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h, na avenida Torquato Tapajós, 4.010, Colônia Santo Antônio, Manaus.

FOTO: Quézia Pinheiro/FVS-AM

-publicidade-