As Principais Notícias do Estado do Amazonas estão aqui!

Curso de especialização qualifica profissionais em Vigilância em Saúde

Teve início na manhã desta quarta-feira, 4/3, o curso de Especialização em Vigilância em Saúde (EVS), que tem como objetivo qualificar 40 profissionais de saúde atuantes nas áreas de Vigilância e Atenção à Saúde da Prefeitura de Manaus e de outros municípios do Amazonas. A especialização conta com a parceria do hospital Sírio- Libanês, por meio do Programa de Apoio ao Desenvolvimento Institucional do Sistema Único de Saúde (Proadi-SUS), do Ministério da Saúde (MS).

A aula inaugural ocorreu no auditório do Instituto de Pesquisa Clínica, Carlos Borborema, na Fundação de Medicina Tropical (FMT) zona Oeste de Manaus.

O curso vai possibilitar aos profissionais o desenvolvimento de habilidades e competências com a finalidade de potencializar o trabalho das equipes de saúde no contexto do pensamento epidemiológico e na dinâmica de atendimento de rotina e situações emergenciais no âmbito da Vigilância em Saúde.

“Um dos diferenciais nas iniciativas do Sírio-Libanês é o desenvolvimento de Projetos Aplicativos a serem produzidos pelos especializandos do curso, com o objetivo de transformar a realidade local nos territórios de saúde”, reforçou a subsecretária municipal de Gestão da Saúde, Adriana Lopes Elias.

Para a diretora da Escola de Saúde Pública de Manaus (Esap), Kássia Janara Veras, o curso vai proporcionar aos participantes a formação e os instrumentos necessários para atuar frente às mais diversas situações da saúde, com ênfase na área de Vigilância em Saúde.

O curso de especialização em Vigilância em Saúde (EVS) tem como objetivo especializar os profissionais de Saúde e representa uma das atividades previstas pelo projeto Plano Ampliado de Desenvolvimento da Epidemiologia aplicada aos serviços do Sistema Único de Saúde (PADEpiSUS) do Ministério da Saúde (MS).

Em nível local, o projeto conta com as parcerias da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa), Secretaria Estadual de Saúde (Susam) e Conselho dos Secretários Municipais do Amazonas (Cosems), no apoio da infraestrutura necessária, divulgação do curso e liberação dos profissionais das redes de saúde municipal e estadual. O hospital Sírio-Libanês é responsável pela oferta pedagógica e a realização do curso, que tem duração de dez meses, dividido em módulos mensais.

A Escola de Saúde Pública de Manaus foi criada pelo prefeito Arthur Virgílio Neto, em 2018, para coordenar o processo de integração ensino, serviço e comunidade, fomentando inovação, produção tecnológica e científica, com ênfase na Atenção Primária à Saúde, a partir das necessidades sociais e do Sistema Único de Saúde (SUS) em Manaus.

Texto – Wilson Reis / Semsa

Foto – Divulgação / Semsa