O candidato ao governo do Estado pela coligação Renova Amazonas, David Almeida (PSB), afirmou que, diferente dos outros governos, vai diminuir impostos e, mesmo assim, vai aumentar a arrecadação do Estado. A 14 dias do encerramento da campanha eleitoral, a afirmação foi feita pelo candidato nesta quinta-feira (20), durante a sua caminhada no bairro União, Zona Centro-Oeste e logo depois a noite em reunião realizada na sede do Atlético Rio Negro Clube, no Centro, Zona Sul. David garantiu que vai diminuir, prioritariamente, os impostos estaduais sobre os combustíveis, em especial, sobre a gasolina.

“Quando fui governador interino por 144 dias, que tive 30 dias engessado pelo Tribunal de Contas do Estado, eu diminuí imposto. Eu fui o único governador da história do Amazonas a eliminar a cobrança de 2% sobre os combustíveis e os produtos concentrados do Polo Industrial de Manaus (PIM), para manter os empregos do setor, no Amazonas. Mesmo com essa redução, nós conseguimos fechar a nossa passagem pelo governo com a arrecadação em alta. Nós sabemos os caminhos para aumentar a receita do Estado sem aumentar impostos”, afirmou David.

Entre as medidas que o governo de David vai adotar para ampliar a receita do Estado, será a transformação da Fundação Cecon e do Hospital Adriano Jorge em hospitais escolas, credenciados junto ao Ministério da Saúde. Nesse formato, os estudantes de medicina do Estado vão passar a atuar nessas unidades, e cada procedimento realizado por eles deverá ser ressarcido pelo Sistema Único de Saúde (SUS). Conforme estimativas do candidato da coligação Renova Amazonas, o SUS deverá repor para cada um desses hospitais, aproximadamente, R$ 150 milhões.

“Somente com essa mudança, nós vamos aumentar a arrecadação do Estado em R$ 300 milhões. Nós conhecemos esse e outros caminhos, outras fontes reais para melhorar a arrecadação e os investimentos do governo em obras e serviços públicos essenciais para o nosso Amazonas. Os que estão aí não o fazem por falta de vontade política”, avaliou David.

Governador interino de maio a outubro do ano passado, David lembrou que, naquele momento, determinou a criação do Comitê Interinstitucional de Recuperação de Ativos (Cira), que em apenas um acordo com uma grande empresa que estava em situação de inadimplência fez o Estado recuperar R$ 300 milhões. David disse que o seu governo vai reativar o Comitê para seguir com a recuperação desses ativos de fundo perdido do Estado. “Criamos o Cira, e o atual governo desativou. Esse Comitê será retomado no nosso governo, para ajudar a fortalecer as fontes de receita do Amazonas e ampliar a nossa capacidade de investimentos”, disse.

Outra fonte receita, de acordo com David, será criada com a regulamentação da atividade de exploração mineral familiar, especialmente da extração do ouro nos rios do Amazonas onde essa atividade já existe. Atualmente, segundo o candidato, são extraídos no Amazonas, aproximadamente, 50 quilos de ouro por dia e 18,5 mil quilos por ano, que significa R$ 2,9 bilhões ano, de acordo com os números do mercado. No entanto, em 2017, o Estado arrecadou somente R$ 70,86.

“Com a regulamentação dessa atividade – que hoje leva a essa nossa riqueza para Rondônia e para a Bolívia de forma irregular -, ela vai render cerca de R$ 600 milhões a mais para a arrecadação do estado do Amazonas. Assim como essa regulamentação, há outras iniciativas que um governador pode tomar para melhorar a arrecadação, e nós vamos fazer isso e assim conseguiremos melhorar a nossa receita e ainda diminuir impostos em favor do povo do nosso Estado, e é isso que nós vamos fazer”, afirmou David.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here