Segundo o Ministério do Trabalho, no primeiro semestre deste ano, o Amazonas teve 2.933 jovens aprendizes ingressando no mercado de trabalho. O estado foi o segundo que mais contratou jovens no Norte do Brasil entre janeiro e junho deste ano. Além de ser uma oportunidade para se capacitar e formar, o programa Jovem Aprendiz permite que jovens sem experiência consigam a primeira experiência profissional e ainda sejam efetivados ou indicados pela empresa em que estejam atuando.

Para Francimara Lima, de 20 anos, que de aprendiz na área de logística foi promovida a controladora de frota no Grupo Chibatão, a dedicação e esforço durante a fase comoaprendiz foi essencial para as chances de ser vista pela empresa como uma profissional que traria contribuições.

O conhecimento técnico adquirido no curso realizado no Centro Literatus (CEL) nas aulas teóricas e práticas, dinâmicas, projetos e palestras fizeram o diferencial na hora da contratação da jovem. “A semente que fui ontem, hoje começa a se tornar uma grande árvore. Quem sabe lá na frente a semente de ontem não se torna uma floresta?”, destaca Francimara.

Contratado há cerca de três semanas, Wendell da Silva Braga, de 18 anos, conta que foi a sua facilidade de comunicação que lhe deu uma “mãozinha” para se tornar assistente comercial na Di Felícia. “Acredito que saber me expressar foi o meu diferencial na empresa, porque tenho que lidar diretamente com clientes e fornecedores”, disse o jovem.

Os jovens que participam do programa Jovem Aprendiz tem direito ao registro em carteira de trabalho, 13º salário, fundo de garantia, INSS, vale-transporte, férias e jornada de trabalho de 4 ou 6 horas.

A supervisora do programa de aprendizagem do Centro Literatus, Daiana Macedo, explica que, além atuar na inclusão social do jovem ao mercado de trabalho e no cumprimento da Lei 10.097/2000, que determina que empresas de médio e grande porte devem contratar jovens com idade entre 14 e 24 anos como aprendizes, as organizações tem procurado aderir a o programa como uma forma de treinarem um funcionário de acordo com as suas necessidades, com conhecimento das normas e políticas da organização.

Há cerca de três anos o Centro Literatus atua em Manaus como qualificador do programa Jovem Aprendiz, oferecendo mais de 20 cursos direcionados para atividade principal da empresa nos segmentos de Serviços, Comércios e Indústrias, com material didático próprio e aulas práticas em laboratórios. As empresas interessadas em aderir ao programa devem entrar em contato através do e-mail [email protected] ou (92) 98236-4340.

O Brasil contratou mais de 227 mil jovens por meio da Lei da Aprendizagem Profissional no primeiro semestre do ano. As ocupações com mais oportunidades para os jovens foram as de auxiliar de escritório, assistente administrativo, vendedor do comércio varejista, repositor de mercadoria e mecânico de manutenção de máquinas.

O que dizem as empresas

De acordo com a assistente de RH do Porto Chibatão, Karolyne Amaral, além do conhecimento técnico, o comportamento também tem um peso no momento da contratação. A pontualidade, assiduidade e proatividade fazem a diferença e são bem vistos pelos recrutadores.

“Um aprendiz que mostra que pode oferecer muito além do que lhe é designado, se preocupa em pedir um feedback da sua atividade e busca melhoria em sua postura e desempenho, certamente é um talento que a empresa valoriza”, comentou Karolyne. Apenas no primeiro semestre do ano, o Porto Chibatão efetivou 16 aprendizes.

E é o que também aponta o encarregado administrativo do Di Felícia, Edson Mendonça. Responsável por coordenar os aprendizes da empresa, ele avalia que dentre os atributos em destaque está o de mostrar-se disposto a auxiliar a equipe nas mais diversas atividades, sempre encarando as tarefas como oportunidades de aprendizado.

“Buscar saber como funciona os processos, produtos e serviços da empresa são características que mostram muito mais do que o interesse nas atividades, mas que o aprendiz quer aprender e crescer junto com a empresa”, apontou Edson.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here