Take a fresh look at your lifestyle.

-publicidade-

-publicidade-

Defensoria lança campanha “Papo por Elas – edição especial – Um mês para debater direitos das mulheres”

A edição especial do Papo por Elas dedicará o mês de março, quando se celebra o Dia Internacional da Mulher, a reflexões sobre direitos humanos das mulheres

A Defensoria Pública do Estado do Amazonas (DPE-AM) lança no dia 1º de março a campanha “Papo por Elas – edição especial – Um mês para debater direitos das mulheres”. Em alusão ao Dia Internacional da Mulher, celebrado em 8 de março, a DPE-AM dedicará o mês inteiro a levantar reflexões sobre proteção de direitos, enfrentamento à violência e garantias de segurança jurídica das mulheres. Os debates ocorrerão de 1º a 29 de março, de forma virtual e com acesso ao público em geral, por meio da participação em lives transmitidas nas redes sociais de parceiros institucionais e de cursos online.

Participam da campanha o Núcleo de Proteção e Defesa da Mulher (Nudem), a Coordenação de Projetos Especiais, a Escola Superior da Defensoria (Esudpam) e a Associação de Defensoras e Defensores Públicos do Estado do Amazonas (Adepam), além da Fundação Universidade Aberta da Terceira Idade (FUnATI).

O primeiro debate será realizado já no dia 1º de março, com transmissão ao vivo pelo Facebook da FUnATI (FUNATIAMAZONAS), às 17h. A coordenadora do Nudem, defensora pública Pollyana Vieira participará do Bate-Papo FUnATI – “Respeito é bom e é lei!”, junto com a deputada estadual Alessandra Campêlo, presidente da Comissão da Mulher, das Famílias e do Idoso, da Assembleia Legislativa do Estado (ALE-AM).

Durante a conversa, a defensora informará o público sobre como funciona o atendimento do Nudem e esclarecerá pontos específicos voltados às mulheres da terceira idade, como por exemplo, os tipos de violência de gênero e a aplicação da Lei Maria da Penha. “Espaços como esse são importantes porque nos dão oportunidade de prestar esclarecimentos à sociedade sobre a garantia de direitos das mulheres, bem como serve de alerta sobre problemáticas envolvendo diferença de gênero”, afirma Pollyana Vieira.

A participação da Defensoria no Bate-Papo FUnATI conta ainda com a organização do defensor público Rodolfo Lobo, coordenador de Projetos e Programas da Defensoria.

“Papo por Elas”

O projeto “Papo por Elas” foi lançado em fevereiro de 2020 pelo Nudem, para levar educação em direitos da mulher às escolas das redes municipal e estadual de ensino, promovendo bate-papos com os estudantes sobre temas como assédio, importunação sexual e os tipos de violência contra a mulher. Com o projeto, a Defensoria cumpre com seu papel institucional de promover educação em direitos. Em março de 2021, o “Papo por Elas” ganha uma edição especial, voltada ao mês das mulheres e em formato virtual, para cumprir com as medidas de distanciamento social necessárias durante a pandemia de Covid-19.

Bato-Papo FUnATI

O Bate-Papo FUnATI faz parte da programação da Coordenação de Ensino da fundação todas as segundas-feiras, às 17h, com temas de interesse da pessoa idosa e da sociedade em geral. Mas, neste mês de março, por conta do Dia Internacional da Mulher, será inteiramente dedicado a assuntos e serviços destinados à mulher.

“Sempre convidamos um profissional com experiência em determinado tema, para compartilhar com nosso público e permitir a interação. Vamos ter a defensora Pollyana falando dos serviços que a Defensoria oferece à mulher, dos principais casos que atende e da questão da violência, que atinge a mulher independente de qualquer idade. Também teremos a deputada Alessandra Campêlo. Nas semanas seguintes, teremos outras participações. É sempre um bate-papo descontraído, em linguagem simples”, explica Kennya Mota Brito, coordenadora de Ensino da FUnATI, que reveza a apresentação do Bate-Papo com a subcoordenadora de Ensino, Marcia Batista Santoro.

Cursos online

A partir do dia 3 de março até dia 29, a Esudpam realizará uma série de cursos online voltados à proteção jurídica da mulher. Os cursos serão todos ministrados por mulheres especialistas em temas como inserção da mulher no meio acadêmico, a mulher na Defensoria, prova testemunhal, direitos na pandemia e da proteção dentro de uma interseccionalidade e dificuldades enfrentadas pelas mulheres negras, ribeirinhas e indígenas.

Cada curso terá disponibilidade de 95 vagas, para público interno da Defensoria e externo. As inscrições poderão ser feitas no site da Defensoria, por meio do link https://defensoriaam.com/esudpam/cursos/. Os cursos serão transmitidos via Google Meet, com link disponibilizado na plataforma Coursify (login e senhas para acesso à plataforma serão encaminhados para o e-mail informado na inscrição).

No dia 8 de março, Dia Internacional da Mulher, será realizado o Webnário da Mulher, em conjunto com a Adepam. O evento contará com dois cursos, o primeiro às 14h30, com o tema “Dia internacional das mulheres: A importância da interseccionalidade para realização dos direitos das mulheres”, e o segundo, às 15h30, com o tema “A mulher na Defensoria Pública”.

“As palestras do mês de março da Esudpam, predominantemente, vão tratar da situação jurídica da mulher, da necessidade de proteção jurídica da mulher. Não só em termos mais gerais, amplos da pandemia, como também do cenário mais amazônico, ribeirinho, indígena. As dificuldades interseccionais das mulheres negras também serão abordadas”, afirma o defensor Maurílio Casas Maia, coordenador da Esudpam.

-publicidade-