Defensoria vai atuar em mais da metade dos 10 mil processos agendados para a XIII Semana de Conciliação

Presidente do TJAM, Yêdo Simões e o defensor público Thiago Rosas

Com a abertura da XIII Semana de Conciliação do judiciário amazonense ocorrida nesta segunda-feira, 5, a Defensoria Pública do Estado do Amazonas (DPE-AM), começa a atuar na maioria dos processos em todas as áreas, como Juizado Especial Cível, Varas de Famílias, Varas Especializadas, Varas Cíveis, Juizados Especiais Criminais e Varas Criminais. As 10.122 audiências agendadas vão acontecer até o dia 9, próxima sexta-feira.

A solenidade de abertura aconteceu no hall de entrada do Fórum Ministro Henoch Reis, que funciona no bairro de São Francisco, zona Centro-Sul, com a presença do presidente do TJAM, desembargador Yedo Simões, do corregedor-geral de Justiça e coordenador do evento, desembargador Lafayette Vieira Júnior e do defensor público Thiago Nobre Rosas, da Defensoria Especializada no Atendimento Prisional (DEAP).

De acordo com o defensor, todos ganham com a conciliação, por conseguir uma solução pacífica para a questão, especialmente reduzindo o fluxo processual e garantindo uma justiça mais célere.

Para a conciliação, os processos mais comuns são os que envolvem grandes litigantes em Juizados Especiais e Varas de Família, tratando de guardas de menor de idade, execução de alimentos, dentre outros. O defensor Thiago Nobre Rosas, destacou a participação da DPE-AM na maioria dos processos e a importância da conciliação para agilização dos processos.

A Semana de Conciliação do Judiciário do Amazonas acontecerá em 89 Varas Judiciárias, sendo 36 da capital e 53 do interior. Uma equipe de aproximadamente 1.100 trabalhadores – entre juízes, servidores e voluntários – estarão envolvidas no atendimento de um público superior a 20 mil pessoas.

No ano passado, durante a Semana de Conciliação, o judiciário amazonense realizou 3.587 acordos. Foram movimentados mais de R$ 25 milhões.