Take a fresh look at your lifestyle.

-publicidade-

-publicidade-

Defesa Civil apresenta balanço das ações frente à cheia 2021

Na tarde desta terça-feira (18/05), o Secretário Executivo de Ações de Proteção e Defesa Civil, Coronel Francisco Ferreira Máximo Filho, recebeu representantes da imprensa, na sede da Defesa Civil Estadual, para atualizar as ações que estão sendo realizadas na Operação Enchente 2021.

A cheia dos rios é um fenômeno natural no estado do Amazonas e acontece em três fases: A primeira fase atinge as calhas Juruá, Purus e Madeira; a segunda fase atinge Alto, Médio e Baixo Solimões; e a terceira fase atinge Médio e Baixo Amazonas, além da calha do Rio Negro.

Neste ano, excepcionalmente, o padrão não foi seguido. A enchente teve início na Calha do Purus, atingindo Boca do Acre, e em seguida o município de Envira, na calha do Juruá. A evolução aconteceu nas duas calhas simultaneamente, formando uma enchente generalizada.

As ações do Governo do Estado, através da Defesa Civil do Amazonas, foram imediatas, com a homologação sumária da situação de emergência e envio de aporte financeiro, via convênio, para atendimento da população atingida. O Governo Federal também atuou disponibilizando verba.

‘’O nosso trabalho é primeiramente preventivo, de informação. O Governo do Estado está promovendo uma série de ações para complementar as ações iniciais das prefeituras municipais’’, informou o Secretário Francisco Ferreira.

Frentes de atuação – As frentes de atuação contemplam: monitoramento, com o Centro de Monitoramento e Alerta, que atua no levantamento e disparo de informações para os entes municipais, através de boletins e alertas meteorológicos.

Aporte financeiro via convênio, com convênio firmado, através de um plano de trabalho apresentado pelo município, que contemple ações de ajuda humanitária, combustível, madeira entre outros.

A ajuda humanitária realiza envio de cestas básicas, kit higiene, kit dormitório, entre outros.

Pelo projeto de fornecimento de água potável, é reforçado o abastecimento de água potável, com o envio de Estações de Tratamento de Água Móvel e Estações do Projeto Água Boa.

E o Auxílio Estadual Enchente, um benefício no valor de R$ 300, distribuído nos municípios atingidos.

Auxílio Estadual Enchente – O Governador Wilson Lima lançou o Cartão Estadual Auxílio Enchente, um cartão voltado especificamente para atender as famílias que foram afetadas pela elevação do nível dos rios no Estado. O benefício é no valor de R$ 300 em parcela única, e já está sendo distribuído em seis municípios. Boca do Acre, Lábrea, Tapauá, Catunama, Pauini e Anamã foram as primeiras localidades a receber os cartões.

Devido à necessidade, foi montado um termo de cooperação técnica para que o Estado apoie as prefeituras no cadastramento dos cidadãos. Equipes da prefeitura municipal e do Governo do Estado se deslocaram para realizar o cadastramento e a entrega do benefício. Por determinação do Governador haverá chamamento de outras secretarias para tornar robusta a ação e entrega, tendo em vista a dimensão do desastre.

Cerca de R$ 5 milhões de reais já foram destinados para o repasse de convênios com os municípios; e R$ 30 milhões destinados para o Auxílio Enchente, que deverá atender mais de 100 mil famílias atingidas pela inundação.

“As previsões para o futuro são de uma grande probabilidade de subida no nível dos rios, devido à uma grande presença do La Nina na região, o que provoca muita umidade; e essa umidade se traduz em chuva. Muitas marcas históricas já foram superadas’’, adiantou o secretário.

FOTO: Divulgação/Defesa Civil

-publicidade-