Take a fresh look at your lifestyle.

-publicidade-

Delegado geral efetiva a criação do Departamento de Investigação sobre Narcóticos

Com o objetivo de promover melhorias na nova reestruturação da Polícia Civil do Amazonas e com o intuito de minimizar os índices de criminalidade no Estado, o delegado geral, Orlando Amaral implantou, em conformidade com a Lei Delegada nº 87, de 18 de maio de 2007, o Departamento de Investigação sobre Narcóticos (Denarc).

Criado no dia 1º de fevereiro deste ano, tem por finalidade a coordenação e atuação na prevenção e repressão ao narcotráfico, com o foco principal nas quadrilhas e traficantes que atuam em todo o Estado. Cabe ainda ao Denarc dar suporte aos Distritos Integrados de Polícia (DIPs) e delegacias especializadas no combate ao tráfico ilícito de drogas em todo o Amazonas.

O delegado de Polícia Samir Freire, nomeado diretor do departamento, e os delegados Thyago Tenório e Leonardo Marinho compõem a coordenação dos trabalhos da unidade policial. O time do Denarc é constituído, ainda, por quatro escrivães, cinco equipes de investigadores e um grupo de analistas.

Samir Freire ressaltou a satisfação em fazer parte do Departamento de Investigação sobre Narcóticos da instituição. “Sinto-me honrado por ter recebido o convite do delegado geral de Polícia Civil, Orlando Amaral, que é um exemplo de profissional, para ser o diretor do Denarc. As nossas equipes estão atuando com bastante comprometimento visando a continuação desse trabalho que está sendo feito nesses dois meses de atividades”, argumentou.

O delegado geral de Polícia Civil do Amazonas, Orlando Amaral, informou que o Departamento de Investigação sobre Narcóticos já existia no plano de organização da instituição, porém precisava ser colocado em prática.

O chefe da Polícia Civil no Estado salientou ainda que o Denarc está funcionando provisoriamente nas dependências da Delegacia Geral de Polícia Civil, no bairro Dom Pedro, zona Centro-Oeste, mas que já está sendo pesquisado um novo prédio para abrigar a sede do departamento.

”No início da minha gestão resolvemos efetivar o Denarc, disponibilizando apoio necessário aos policiais para que pudessem realizar um trabalho de excelência. As grandes apreensões de drogas e a desarticulação de quadrilhas especializadas na prática ilícita no Amazonas, realizadas em dois meses de atuação, é o resultado de um excelente trabalho realizado com comprometimento, desenvolvido pelos policiais lotados no departamento”, enfatizou Orlando Amaral.

Balanço de dois meses de trabalho

A partir da implantação do Denarc, os servidores lotados no departamento já apreenderam, durante as ações policiais, aproximadamente, 600 kg de substância entorpecente, entre maconha, skunk e cocaína.

Os trabalhos também resultaram em 23 flagrantes, que ocasionaram as prisões de 47 pessoas pela prática ilícita e na apreensão de um adolescente. No decorrer das ações também foram apreendidos 16 veículos automotores, sendo 12 carros e quatro motocicletas; 14 armas de fogo de uso restrito e duas armas de fogo de uso permitido.

-publicidade-