As Principais Notícias do Estado do Amazonas estão aqui!

Delegado que matou advogado pega 30 anos de prisão em regime fechado

O delegado Gustavo de Castro Sotero foi condenado pela morte do advogado Wilson Justo Filho e vai ter que cumprir 30 anos de prisão em regime fechado. A condenação ocorre após três dias de julgamento e o réu só vai cumprir a pena, após todas as possibilidades de recurso serem vencidas.

O crime ocorreu no dia 25 de dezembro de 2017 em uma casa noturna na Zona Oeste de manaus. Gustavo de Castro Sotero foi condenado por Homicídio qualificado privilegiado; Homicídio privilegiado tentado; Lesão corporal de duas pessoas, incluindo a esposa da vítima.

Ele também perde o cargo público, vai continuar preso na sede da Delegacia Geral, onde permanece até acabarem as possibilidades de recursos.

O caso

O delegado Gustavo Castro Sotero, que era plantonista do 1º Distrito Integrado de Polícia (DIP), na noite do crime, atirou e matou o advogado Wilson Batista Justo Filho dentro da casa de shows Porão do Alemão, na zona oeste de Manaus em uma madrugada de sábado, por volta de 2h da manhã.

Por conta dos disparos, ficaram feridos Maurício Rocha Carvalho, 35 anos, Fabíola Rodrigues de Oliveira, 35, esposa da vítima, e Yuri Paiva. Eles foram atendidos no Hospital 28 de Agosto. As informações são da Polícia Civil.

você pode gostar também