A Delegacia Especializada em Crimes contra o Meio Ambiente e Urbanismo (Dema), doou no início da tarde desta terça-feira (27/11), por volta de meio-dia, aproximadamente 700 quilos de pescado em situação irregular,apreendidos na manhã de hoje, por policiais militares do Batalhão de Policiamento Ambiental (BPAmb). A mercadoria foi encontrada em uma balsa de madeira, localiza nas proximidades do Porto da Feira da Panair, bairro Educandos, zona sul da capital.

De acordo com a delegada Carla Biaggi, titular da Dema, a fiscalização foi realizada pelos servidores do BPAmb em razão do período de defeso. A autoridade policial ressaltou que os cerca de 700 quilos eram de tambaqui e pacu. No entanto, os responsáveis pelo pescado conseguiram empreender fuga do local onde ocorreu o flagrante.

“Doamos o pescado apreendido para cinco instituições assistenciais: Casa Andréa, que abriga hansenianos; Desafio Jovem de Manaus, que realiza trabalho de reabilitação para dependentes químicos; Lar das Marias, que faz o acolhimento de mulheres em tratamento de neoplasias malignas; Associação Pestalozzi, que atende pessoas com deficiências físicas e intelectual; e Instituto Internacional Amazônia Viva, que desenvolve atividades na área social, visando propiciar, aos participantes da iniciativa, o acesso à cidadania”, explicou Biaggi.
A titular da Dema ressaltou que as equipes da especializada estão empenhadas em defender a natureza. A delegada alertou, ainda, sobre as restrições previstas no período de defeso. “Somente peixes criados em viveiros podem ser comercializados, o que não era este caso. A pesca nesse período é caracterizada crime ambiental, previsto no Artigo 34 da Lei nº 9605/98.Ordens de serviço serão efetuadas para localizar os infratores”, concluiu.

FOTO: Divulgação / Assessoria de Imprensa da Polícia Civil do Estado do Amazonas.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here