As Principais Notícias do Estado do Amazonas estão aqui!

Dema participa de reintegração de posse de terra na rodovia estadual AM-010

Invasão
A ação conjunta contou com representantes de órgãos da esfera estadual e municipal, dentre eles, Polícia Militar, Secretaria de Estado da Assistência Social e Cidadania (Seas), Defensoria Pública do Estado do Amazonas (DPE-AM), Serviços de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Sustentabilidade (Semmas), entre outros.

A Polícia Civil do Amazonas, por meio da Delegacia Especializada em Crimes contra o Meio Ambiente e Urbanismo (Dema) e do Departamento de Operações Aéreas (DOA), participou na manhã desta quarta-feira, 18, da reintegração de posse de terras, situadas no Ramal do Leão, quilômetro 37, da rodovia estadual AM-010, que liga Manaus ao município de Itacoatiara, ocupadas de forma irregular.

A ação conjunta contou com representantes de órgãos da esfera estadual e municipal, dentre eles, Polícia Militar, Secretaria de Estado da Assistência Social e Cidadania (Seas), Defensoria Pública do Estado do Amazonas (DPE-AM), Serviços de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Sustentabilidade (Semmas), entre outros.

A titular da Dema, delegada Ana Cristina, explicou que investigações já vinham sendo feitas no local pela equipe da especializada. Além da autoridade policial, sete investigadores e uma perita estiveram na reintegração.

“Na manhã de hoje, nossas diligências foram no sentido de aprimorar as investigações, apreender materiais utilizados na prática dos crimes e identificar autores. Com apoio do DOA, fizemos um mapeamento aéreo daquela área e de regiões próximas. Todo o material coletado hoje será transformado em provas para os procedimentos policiais existentes”, disse.

Ainda de acordo com Ana Cristina, foram constatados crimes de desmatamento em área de preservação permanente, queimada e construção em solo não edificável, todos previstos, respectivamente, nos Artigos 38, 39, 41 e 64 da Lei de Crimes Ambientais.

“Apreendemos dois terçados, dois machados, uma enxada, três martelos e três serrotes que, possivelmente, eram utilizados para o corte de árvores. Agora vamos trabalhar na individualização das autorias”, esclareceu a delegada.

A titular da Dema destacou que os meios de investigação utilizados pela especializada têm sido aprimorados, acarretando na coleta de provas mais robustas para os inquéritos policiais. “Em casos mais complexos, como o de hoje, contamos com o helicóptero que nos ajudou a investigar locais de difícil acesso e a identificar os focos de devastação”, finalizou.