Profilaxia é um termo muito utilizado na medicina e na odontologia, que são medidas para prevenir ou atenuar doenças. A palavra tem origem grega e significa precaução, e na odontologia, representa é o processo de limpeza e conservação dos dentes, para evitar que doenças se instalem e tornem mais difícil o tratamento.

O Dr. Márcio Passos ressalta a importância de estar atento a este processo, não apenas em casa, mas também com visitas regulares ao dentista: “A limpeza dentária profissional é um procedimento para higiene da boca, realizado pelo dentista, que pode prevenir e tratar muitos problemas bucais, impedindo, inclusive, a perda dos dentes, mas não apenas isto. Pode também prevenir que bactérias que se alojam na boca possam afetar outros órgãos, fluindo através da corrente sanguínea, para o coração e pulmão, por exemplo. Mesmo mantendo hábitos corretos de escovação, uso diário de fio dental, mesmo assim podem aparecer placas bacterianas, tártaros, cáries e doenças periodontais. Por isso, é recomendado visitar o seu dentista para uma limpeza profunda pelo menos de 6 em 6 meses”.

No entanto, o Dr. Márcio aponta que para a maioria das pessoas, a profilaxia ainda não é uma prática comum: “a maioria não percebe a importância deste procedimento e acredita que somente manter a escovação dos dentes e língua e o uso do fio dental em dia serão mais que suficientes para prevenir doenças”.

A prevenção começa em casa

A profilaxia é realizada no consultório do dentista, mas pequenos hábitos caseiros podem auxiliar na manutenção da saúde bucal. O dentista alerta que a escovação, grande aliada da higiene bucal, precisa observar um tempo de espera depois da alimentação, para ser realmente eficaz e não prejudicar o esmalte dental: “Muitos acreditam que a melhor forma de manter a boca livre de germes é realizar a escovação logo após a alimentação, mas isto não é verdade. Após as refeições, o pH da boca se torna ácido, e a escovação em seguida vai prejudicar a estrutura dos dentes, pois, o esmalte dentário fica mais propenso ao desgaste e perda de cálcio. Sendo assim, o ideal é esperar ao menos 30 minutos para realizar a escovação. Se o esmalte dentário se desgasta, isso também favorece o aparecimento de algumas doenças bucais. Logo, escovar na sequência da alimentação pode causar efeito reverso, prejudicando a saúde bucal”.