Departamento de Repressão ao Crime Organizado prende tenente da PM denunciado por extorsão

Detalhes da ocorrência foram divulgados em entrevista coletiva

A Secretaria de Estado de Segurança Pública do Amazonas (SSP-AM) prendeu, em flagrante, o primeiro-tenente da Polícia Militar do Amazonas (PMAM) Smayil Souza dos Santos, 31. De acordo com o secretário da SSP, Amadeu Soares, a ação policial, foi deflagrada na última terça-feira (30/10), por policiais civis do Departamento de Repressão ao Crime Organizado (DRCO) e ocorreu após o recebimento de denúncias, informando sobre o esquema criminoso.

Extorsão- Conforme o coronel Amadeu Soares, as equipes do DRCO passaram a monitorar os envolvidos no esquema após uma das vítimas, que estava comprando combustível e abastecendo uma embarcação em uma “Charuto”, ter sido abordada pelos dois elementos. Na ocasião, os infratores apreenderam ilegalmente a documentação dos barcos e conduziram os responsáveis para as proximidades do 24º Distrito Integrado de Polícia (DIP), no bairro Centro, zona sul, dando início à prática criminosa.

“Uma das vítimas foi liberada após concordar em levantar R$ 40 mil para entregar aos infratores. Em seguida a outra vítima também foi liberada, sob a mesma condição. Na quarta-feira (31/10), pela manhã, as vítimas desconfiaram da conduta dos infratores e procuraram a equipe do DRCO para dar ciência às autoridades sobre o que estava acontecendo”, explicou o secretário da SSP-AM.

Acompanhada das equipes do DRCO, uma das vítimas marcou um novo encontro com os infratores por volta das 16h de quarta-feira (31/10), nas proximidades das ruas Santa Isabel e Lima Bacury, no bairro Centro, para simular a entrega do dinheiro. “No momento em que o pagamento seria efetuado, Smayil foi preso e o comparsa dele conseguiu empreender fuga, mas já está devidamente identificado. Estamos tomando todas as providências cabíveis”, assegurou Soares.

Ao longo dos trabalhos, as equipes do DRCO apreenderam no carro particular de Smayil armas de fogo e uma quantidade significativa de entorpecentes, que serviriam de álibi para incriminar os proprietários das embarcações, caso não colaborassem com a extorsão.

“Em razão da gravidade da denúncia, as Forças de Segurança passaram a monitorar os infratores e, com o auxílio das vítimas, chegaram até Smayil. Nós não compactuamos com crimes praticados com a participação de funcionários públicos. É uma situação inadmissível. Vamos continuar com as investigações. Ressalto que essa já é a segunda vez que o funcionário do TJAM se envolve nesse tipo de situação. Ele já foi preso em uma atitude muito semelhante, de extorsão, acompanhado de policiais. Ressalto também que todas as providências administrativas já foram tomadas e serão justas”, declarou Soares.

Cúpula – Participaram ainda da coletiva de imprensa o delegado-geral da Polícia Civil do Estado, Frederico Mendes; o delegado-geral adjunto da instituição, Ivo Martins; o diretor do DRCO, delegado Thomaz Vasconcelos, e o comandante-geral da Polícia Militar do Amazonas, coronel Cláudio Silva.

Na ocasião, o delegado-geral ressaltou a confiabilidade das instituições que compõem o Sistema de Segurança Pública, no que diz respeito às denúncias apresentadas. “Parabenizo as vítimas dessa extorsão, as quais confiaram no Sistema de Segurança Pública e compareceram à unidade policial para que fossem tomadas as devidas providências. Quero aproveitar para dizer à população que, em nenhum momento, qualquer gestor vai permitir desvio de conduta”, disse Frederico Mendes.

Já o comandante-geral da PM, coronel Cláudio Silva, garantiu que todos os procedimentos cabíveis serão adotados por parte da corporação, àqueles que tiverem sua participação constada neste ou em qualquer outro ato de desvio de conduta.

“Seremos rigorosos no processo administrativo. Aproveito a oportunidade para falar que as polícias estão à disposição para trabalhar em benefício da sociedade e, de acordo com a lei, e que atitudes dessa natureza não serão toleradas. Temos que tomar providências imediatas para que o caso seja elucidado. O procedimento administrativo será imediatamente aberto pela Corregedoria da Polícia Militar ou da Diretoria de Justiça e Disciplina da Polícia Militar”, afirmou Silva.

Audiência de Custódia – De acordo com o diretor do DRCO, Smayil foi autuado em flagrante por extorsão e tráfico de drogas. Ele está sob custódia da corporação, no Batalhão de Choque da PMAM, que irá conduzi-lo à Audiência de Custódia ainda nesta quinta-feira. Caso seja decidida pela conversão para prisão preventiva, o primeiro-tenente será reconduzido ao Batalhão de Choque.

FOTO: Erlon Rodrigues / Assessoria de Imprensa da Polícia Civil do Estado do Amazonas.