Take a fresh look at your lifestyle.

-publicidade-

Dependências da FCecon passam por desinfecção realizada pela Marinha

As dependências da Fundação Centro de Controle de Oncologia do Estado do Amazonas (FCecon), unidade vinculada à Secretaria de Estado de Saúde (SES-AM), passaram por serviço de desinfecção, na quarta (03/03) e nesta quinta-feira (04/03), realizada por militares da Marinha do Brasil. O procedimento remove e destrói os agentes virais ou bacteriológicos, combatendo em especial a presença do novo coronavírus no ambiente hospitalar.

Foram desinfetados corredores, recepções, salas e banheiros do serviço de Radioterapia, entre esses, os locais onde ficam os aceleradores lineares, além do Pronto-Atendimento, Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e alguns andares de internação.

A ação foi realizada sem a presença de pacientes e foi acompanhada pela Comissão de Controle de Infecção Hospitalar (CCIH) do hospital.

Marinha – O serviço de desinfecção foi realizado por militares da Equipe de Resposta Nuclear, Biológica, Química e Radiológica (NBQR), do Comando do 9º Distrito Naval. Os materiais utilizados pelos militares foram álcool 70%, álcool isopropílico, água sanitária e hipoclorito.

Esta é a segunda ação realizada pela Marinha na Fundação Cecon. Em abril de 2020, os militares também estiveram na unidade, desinfetando o local.

Medidas – Na avaliação da diretora-administrativa da FCecon, enfermeira Nilda Maria da Silva, o serviço realizado pela Marinha reforça as ações que a Fundação está desempenhando desde o início da pandemia de Covid-19, para evitar a presença e o contágio do novo coronavírus no ambiente hospitalar.

“Agradecemos mais uma vez a parceria do Comando do 9º Distrito Naval, que cedeu militares para fazer esse trabalho de desinfecção das dependências da FCecon. Essa ação soma-se a diversas medidas que nossa gestão adotou no combate ao coronavírus”, destacou a diretora.

No último dia 20 de fevereiro, a FCecon passou por um serviço de desinfecção técnica e sanitização, que combate vírus, bactérias, fungos e ácaros, através do quaternário de amônia quinta geração. O serviço foi realizado pela empresa Eficaz Control em forma de doação.

FOTO: Divulgação / FCecon

-publicidade-