Representar o Amazonas na Travessia de Capri-Napoli no mês de junho é o sonho de consumo do nadador Vitor Gadelha, de 19 anos, apontado como uma das maiores promessas da maratona aquática do Amazonas nos últimos tempos. Na manhã desta quinta-feira, 26 de janeiro, na Assembleia Legislativa do Amazonas, o atleta e seu pai, Pierre Gadelha, apresentaram para a deputada estadual Alessandra Campêlo (PMDB) o projeto para a competição.

Segundo Pierre Gadelha, o custo estimado para concretização da participação de Vitor no evento na Itália gira em torno de R$ 16 mil, entre passagens, inscrição, hospedagem e alimentação. Devido ao alto investimento, o staff do nadador está visitando a iniciativa privada e autoridades públicas ligadas ao esporte, caso de Alessandra, ex-secretária estadual de Esportes, Lazer e Juventude entre fevereiro de 2012 e abril de 2014.

Apaixonada pelo esporte e também triatleta, Alessandra assegurou que vai colaborar com o projeto usando seu prestígio político junto à iniciativa privada. A deputada também tratará da demanda junto ao Poder Público, pois acredita no talento de Vitor e na exposição positiva da imagem do Amazonas que o atleta fará durante a competição internacional.

“O Vitor é um grande talento do Amazonas e, com certeza, merece o apoio tanto do Poder Público quanto da iniciativa privada. Vamos trabalhar para ajudar a captar recursos para a Travessia de Capri-Napoli”, disse Alessandra.

Sobre a competição
A Travessia de Capri-Napoli acontecerá dia 30 de junho. São 36 quilômetros de braçadas e apenas 30 atletas convidados, oriundos de diversos países. Vitor treina na Aquática Amazonas a parte de piscina e na Ponta Negra as longas distâncias.

O fenômeno se divide entre os treinos e o quinto período da faculdade de Engenharia na UEA. Vitor é patrocinado pela Águacrim, empresa que acredita e investe no esporte amazonense, e conta com apoio da Morada Fitness. Ele conta com suporte de uma equipe multidisciplinar, entre eles Samir Barel (técnico), Mauro Vieralves (técnico), Márcio Soares (preparador físico), Raphaella Cabral (nutrição) e Thesco (fisioterapia).

 

Amazonas Notícias