foto Katiuscia Ferreira

Na manhã desta quarta-feira (12), por volta das 9h, o deputado estadual eleito Saullo Vianna (PPS) foi colocado em liberdade. Ele passou cinco dias preso no Centro de Detenção Provisória Masculino II (CDPM II), na capital. A informação é da Secretaria de Administração Penitenciária.

O deputado eleito foi preso por conta dos desdobramentos das investigações que prenderam, por estelionato, um servidor da Justiça Eleitoral, identificado apenas como Wagner, em 7 de outubro deste ano, no do primeiro turno das eleições 2018.

O acusado abordava candidatos oferecendo informações e pedia pagamentos em troca. O nome de

O nome de Saullo Vianna aparecia nas mensagem do celular apreendido pelos investigadores.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here