Pesquisa divulgada pelo IBGE nesta quarta-feira (14) apontou que, no terceiro trimestre deste ano, a taxa de desemprego ficou acima da média nacional em 14 estados brasileiros. O índice médio no Brasil é de 11,9%.

Segundo o instituto, o Amapá tem o maior índice do país, com 18,3%. Na sequência, aparecem Sergipe, com 17,5%, e Alagoas, com 17,1%. São Paulo (13,1%), Rio de Janeiro (14,6%), Bahia (16,2%) e Pernambuco (16,7%) também ficaram acima da média nacional.

Apesar dos dados referentes às 14 das 27 unidades da federação, o desemprego ficou estável em 21 estados.

A taxa de 11,9% do trimestre encerrado em setembro foi menor do que a do trimestre anterior, que foi de 12,3%. O desemprego atinge, de acordo com o IBGE, cerca de 12,5 milhões de pessoas.

O número de brasileiros que desistiram de procurar emprego após tentativas sem sucesso se manteve estável em relação ao último estudo – cerca de 4,8 milhões de pessoas.

Outro dado que chama atenção no levantamento do IBGE é o crescimento de empregos informais, quando não há carteira assinada. Mais de 500 mil pessoas passaram a trabalhar de maneira informal no país.

A pesquisa indicou ainda que o indicador de desemprego foi maior entre as mulheres do que entre os homens. O nível de ocupação entre as mulheres é de 45%, enquanto o dos homens é de 56%.

Reportagem, Thiago Marcolini

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here