Take a fresh look at your lifestyle.

Detentas das unidades prisionais de Manaus participam de palestra sobre doenças crônicas

-publicidade-

“Se não houver cura, que ao menos haja conforto” é o lema da campanha do segundo mês do ano, que tem como foco conscientizar a população sobre a doença de Alzheimer, fibromialgia e o lúpus. Em apoio à disseminação de informações acerca das três doenças, a Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (Seap) promoveu, nesta sexta-feira (19/02), a realização de duas palestras sobre a temática para o público carcerário feminino.

No primeiro momento, a ação contou com a participação de 19 internas do Centro de Detenção Provisória Feminino (CDPF). À tarde mais 20 reeducandas, dessa vez da Penitenciária Feminina de Manaus (PFM), assistem à palestra ministrada pela enfermeira Andrea Alves.

Além de apresentar as causas, os sintomas e os tipos de tratamentos de cada uma das doenças, durante a palestra, a enfermeira também tirou dúvidas dos ouvintes e ouviu relatos de pessoas que conheceram algum portador das patologias.

Segundo Andrea, a divulgação e troca de conhecimento das doenças são cruciais para a identificação das mesmas. “O Alzheimer, a fibromialgia e o lúpus são patologias crônicas incuráveis, que quando diagnosticadas precocemente possibilitam o melhor controle e/ou retardamento dos sintomas que as acompanham. Alertar a população sobre essas doenças é melhorar a qualidade de vida de seus portadores”, explicou ela.

Fevereiro Roxo – A campanha foi criada em 2014, na cidade de Uberlândia (Minas Gerais), com o intuito de promover a conscientização, o diagnóstico precoce e a procura pelo tratamento especializado das três doenças crônicas.

Parceria – A ação foi realizada sob a coordenação do Departamento de Reintegração Social e Capacitação (Deresc) da Seap, e a parceria com a empresa cogestora Reviver Administração Prisional Privada.

FOTO: Divulgação/Seap

-publicidade-