Take a fresh look at your lifestyle.

-publicidade-

Dezesseis internas da Penitenciária Feminina de Manaus recebem certificação do curso de Corte e Escova

Em cerimônia regada de emoção, apresentação de louvores, música natalina e flauta, 16 reeducandas da Penitenciária Feminina de Manaus (PFM) receberam, nesta quarta-feira (02/12), pelas mãos de seus próprios familiares, os certificados de conclusão do curso de Corte e Escova promovido pela Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (Seap) e a empresa cogestora RH Multi.

A profissionalização, de carga horária de 60 horas, trouxe em seu conteúdo programático ensinamentos voltados para os cuidados com as madeixas, as técnicas de lavagem e higienização, cortes capilares e acabamento com tesouras e navalhas, tipos de escovação e modelagem, treinamento supervisionado de cortes e escovas e visagismo na área da beleza.

As 16 reeducandas, que são do programa “Trabalhando a Liberdade”, aprenderam, ainda, noções de patologia do couro cabeludo, empreendedorismo, relações interpessoais e ética profissional, biossegurança de trabalho, higiene pessoal, instrumental e ambiental.

Orgulhosa, a instrutora do curso, Valdelise Brito, revelou que se surpreendeu positivamente com o desempenho das internas. “Foi a primeira vez que eu dei aula em uma unidade prisional e me surpreendi positivamente com o interesse de cada uma das meninas. Elas realmente se dedicaram. Aqui dentro eu descobri talentos”, disse Brito.

Em seu discurso, durante a cerimônia, o secretário-executivo adjunto da Seap, coronel André Luiz Barros Gioia, relembrou o compromisso da pasta com a ressocialização das apenadas. “Vocês estão sendo capacitadas profissionalmente para saírem daqui e serem inseridas no sistema de trabalho dentro da sociedade sem dever nada a ninguém. Queremos que consigam sustentar suas famílias dignamente e não voltem a cometer os erros do passado que as trouxeram para cá”.

Uma das formandas, Flávia* (nome fictício*), falou sobre os seus planos para o futuro. “Quando eu sair, quero praticar tudo o que aprendi no curso lá fora e trabalhar em salão de beleza. Estou disposta a mudar de vida, não quero mais levar a vida que eu levava antes”, disse ela.

O curso de Corte e Escova faz parte do projeto de ressocialização “Lisbela”, cujo objetivo é a promoção de qualificação profissional na área de estética e imagem pessoal, e autoestima das detentas.

FOTO: Divulgação/Seap

-publicidade-