Take a fresh look at your lifestyle.

Dezoito carretas apreendidas durante operação ‘Carga Pesada’

-publicidade-

Dezoito carretas foram apreendidas nesta quinta-feira, 5 de março, durante a operação “Carga Pesada” de fiscalização de veículos pesados, realizada pelo Departamento Estadual de Trânsito do Amazonas (Detran-AM), em parceria com o Batalhão de Trânsito da Polícia Militar (Batran), na avenida Rodrigo Otávio, próximo aos dois principais portos privados do Estado, Super Terminais e Chibatão, no Crespo, zona sul da cidade.

De acordo com o diretor-presidente do Detran-AM, além da falta dos equipamentos de segurança, como falta da trava de segurança que fixa o contêiner no cavalo, o que acaba colocando em risco a vida de outros condutores que trafegam próximo à carreta, o que mais chamou atenção foram os casos de motoristas de dirijam sem estar habilitados. Quatro carretas foram apreendidas porque os motoristas não possuíam Carteira Nacional de Habilitação (CNH).

Um dos condutores abandonou o veiculo (carreta de placa BYC 8775 e o cavalo JXR 6199) ao avistar a fiscalização do Detran-AM. O veiculo foi apreendido e levado para o parqueamento do órgão estadual de trânsito.

“É um absurdo que grandes empresas, que têm seu lucro atrelado à entrega de seus produtos aos clientes, entreguem esses produtos para serem transportados por pessoas que sequer são motoristas de verdade. Correm o risco de perder a mercadoria, num caso de acidente e, o pior, se tornaram coautoras de um crime, no caso de pessoas morrerem num possível acidente”, criticou Feitoza.

Além das carretas, principal alvo da fiscalização, também foram apreendidos três ônibus do transporte coletivo, que trafegavam com o lacre da placa violado, três motocicletas, com licenciamento em atraso e uma picape modelo Toyota, por possuir restrição judicial feita pela Justiça do Trabalho. Outros cinco ônibus foram notificados por trafegar com o lacre da placa violado. Os motoristas foram autuados e liberados por conta dos veículos estarem transportando passageiros.

De acordo com Leonel Feitoza, as operações de fiscalização do transporte de carga vão continuar, por toda a cidade, principalmente nas áreas onde há maior trafego de carretas e caminhões. “Faremos todas as semanas uma grande operação”, anunciou Leonel Feitoza.

-publicidade-