Amazonas Notícias

Dia de Campo da Pitaya, em Manaus, atende a uma alta demanda por informações da nova cultura

Programa ‘Manaus + Agro’ distribui cerca de sete mil mudas de pitaya em comunidade do Pau-Rosa
cleardot | Amazonas Notícias

A atividade beneficiará agricultores familiares, produtores rurais e estudantes com aulas práticas na presença dos pesquisadores

O Governo do Amazonas, por meio do Instituto de Desenvolvimento Agropecuário e Florestal Sustentável do Amazonas (Idam), em parceria com a Secretaria de Estado de Produção Rural do Amazonas (Sepror), realizará na sexta-feira (10/02), um Dia de Campo na fazenda Toca da Pitaya, situada no Km 35 da estrada AM-010, Ramal Água Branca II, Km 01, na zona rural de Manaus.

O evento será sobre a cultura da Pitaya e tem como principal objetivo levar a produtores, técnicos, alunos e demais interessados informações técnicas e orientações práticas sobre a cultura no Amazonas. O Dia de Campo usa como metodologia o ensino prático, dividido em três estações, dentro de uma propriedade com a produção consolidada. A troca de experiências elimina as dúvidas sobre a cultura e incentiva o investimento no plantio.

Segundo o engenheiro agrônomo e gerente de Capacitação e Metodologia de ATER do Idam, Pedro Chaves da Silva, a programação abordará temas sobre ‘Os aspectos gerais e importância da cultura da pitaya: propagação, plantio, manejo e condução, colheita, pós-colheita e mercado consumidor’.

“Apesar de recente, a cultura da Pitaya já é estudada pelos institutos de pesquisa brasileiros há algum tempo. Com a produção ganhando força é hora de dividir conhecimentos e garantir essa nova opção para nossos agricultores”, aponta Pedro Chaves.

Para o diretor-presidente do Idam, Daniel Borges, a cultura da pitaya merece atenção não apenas pelo aspecto econômico, mas também ambiental. Seguindo o passo a passo correto, feito pelos pesquisadores e por quem já está produzindo, é grande a possibilidade de sucesso.

“É uma fruta exótica, que chegou há pouco tempo ao nosso estado. Como ganhou espaço rapidamente entre os consumidores, muitos agricultores que querem investir nisso procuraram o Idam e por isso estamos fazendo o Dia de Campo”, Justifica Daniel. 

Atualmente, a propriedade Toca da Pitaya  tem mais de 120 mil pés de pitaya e já realiza produção em larga escala. De acordo com o empresário e proprietário do local, Cléber Medeiros, a pitaya é uma cultura com excelente produtividade, em grandes ou pequenas propriedades, com bom valor de mercado.

“Estamos ansiosos por esse contato com os pesquisadores, novos produtores, estudantes e técnicos. É uma oportunidade de mostrar nossa atividade e como fazer dar certo. Pitaya não é apenas bonita. É saborosa, nutritiva e rentável” finalizou Cleber.

Fotos: Maria Regina/Idam

Relacioandos