No feriado de 1º de maio (Dia do Trabalhador), a Agência Reguladora dos Serviços Públicos Concedidos do Amazonas (Arsam) intensificará a fiscalização da prestação de serviços de transportes rodoviários intermunicipais coletivos de passageiros nas principais entradas e saídas da capital.

O objetivo da ação é garantir a segurança dos usuários nos trajetos rodoviários e a qualidade dos serviços prestados pelas empresas permissionárias ou por operadores de veículos fretados.

A ação voltada ao feriado do Dia do Trabalhador busca reduzir as estatísticas de acidentes e irregularidades, durante o feriado nacional. Para isso, nas abordagens fixas e volantes, a Arsam confere documentação e itens de segurança dos veículos, lotação de passageiros e cumprimento de algumas resoluções publicadas pela agência, como a obrigação de disponibilidade de banheiros ou paradas obrigatórias das linhas que realizam trajetos a partir de 45 km e o cumprimento das gratuidades para as pessoas com deficiência (PCD) por parte das empresas permissionárias.

No mesmo período do ano passado, dez mil passageiros saíram da capital, mais de 2 mil veículos foram fiscalizados ao passarem pelas barreiras de fiscalização e a partir da rodoviária de Manaus Huascar Angelim. Cerca de cem irregularidades foram encontradas.

Fiscalização – Neste ano, a Arsam vai concentrar esforços em pontos estratégicos, como as rodovias AM-010 e BR-174, além das barreiras fixas, como a ponte Jornalista Felippe Daou, que possui maior fluxo de veículos em feriados mais curtos, bem como no Terminal Rodoviário Engenheiro Huascar Angelim, de onde saem mais de 48 ônibus.

As ações têm como objetivo garantir a segurança dos passageiros que utilizam os trajetos intermunicipais da região metropolitana de Manaus. Há quatro meses, a nova gestão da agência estreitou laços com órgãos estaduais e municipais para a melhoria dos serviços prestados e já cadastrou mais de 500 operadores de fretamento.

FOTO: DIVULGAÇÃO/ARSAM