Marcus Evangelista e Nelson Azevedo são reconduzidos aos cargos de presidente e vice, respectivamente

O presidente e o vice-presidente do Conselho Regional de Economia do Amazonas (Corecon-AM), Marcus Evangelista e Nelson Azevedo, respectivamente, tomaram posse nesta quarta-feira (28), para um novo mandato à frente da entidade. Eles foram reconduzidos aos cargos em eleição realizada no final do ano passado. A posse aconteceu na sede da Federação das Indústrias do Estado do Amazonas (FIEAM).

Eleito presidente em 2013, Marcus Evangelista diz que sua diretoria já conseguiu cumprir dois grandes desafios: ampliar a sede do Conselho, no primeiro ano de mandato, e obter a Certificação pela ISO 9001, no segundo.

“Realizamos mudanças estruturais e documentais, criamos uma plenária nova, auditório com 40 lugares, setor jurídico e de fiscalização. Dentro das limitações de nossa sede, local tombado pelo patrimônio histórico, conseguimos fazer essas adaptações, trazendo conforto para nossos colaboradores e visitantes”, destacou Evangelista, lembrando que o Corecon-AM é o primeiro dos 27 Conselhos da entidade Federal de Economia (Cofecon) a receber o certificado de excelência ISO 9001.

Para este mandato, o desafio da diretoria é promover maior divulgação da profissão junto à sociedade, especialmente, para os estudantes do ensino médio. Atualmente, funcionam 19 cursos de ciências econômicas no Amazonas, quatro deles em Manaus, número que o presidente considera pequeno. “Queremos estender a aproximação que temos hoje com as faculdades de economia para as escolas do ensino médio e para a sociedade em geral, para ampliar o número de economistas formados no Estado”. De um total de 2.600 profissionais com registro no Estado, apenas 800 estão com cadastro ativo no Corecon.

A classe de economistas trabalha com previsões econômicas e planejamento para empresas e instituições financeiras. “Exercemos uma profissão que auxilia nos investimentos públicos e privados, atentos nos cálculos de custos, rentabilidade, gastos e riscos, temos o dever de estar com essas obrigações em dia na nossa casa. Sendo assim, o Corecon tem muito a oferecer, afinal, representamos uma profissão que ensina, mais do que Ciência Econômica, a observar o contexto geral de todo o processo de distribuição e produção e, acima de tudo, a intervir no processo social”, disse o vice-presidente do Conselho, Nelson Azevedo.

Para Evangelista, 2015 será um ano de ajustes, onde várias alternativas serão colocadas em prática para conter a inflação, incluindo ajuste de impostos e aumento da taxa Selic. “Já estamos vivenciando uma recessão técnica. Os indicadores para isso nós já temos, com a queda da produção industrial, ameaça de desemprego, inflação acima da meta do governo. “A situação é muito preocupante. Vamos esperar que seja revertida, mas não será a curto prazo”, diz o economista.

A composição da Plenária do Corecon-AM para 2015 ficou da seguinte forma:

Presidente

Marcus Anselmo da Cunha Evangelista

Vice-Presidente

Nelson Azevedo dos Santos

Conselheiros Efetivos

Marcus Anselmo da Cunha Evangelista

Nelson Azevedo dos Santos

Ricardo Reis da Silveira

Stony Bindá Figueiredo

José Carlos Mota dos Santos

Débora Silva de Oliveira

Marcello Daniel Laredo

Amanda Carla Nascimento Torres Evangelista

Caroline Vasconcelos Gonçalves

Conselheiros Suplentes

Neuler André Soares de Almeida

José Guilherme Fonseca de Azevedo

Pedro de Faria e Cunha Monteiro

Marcelo Souza Pereira

Lucivaldo Breves da Silva

Marcelo Magaldi Alves

Wilson Luis Buzato Périco

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here