Amazonas Notícias

Doenças cardíacas: o alarme crescente no Brasil

Divulgação

À luz do Dia do Cardiologista, especialistas reforçam a importância de cuidar do coração e a adoção de hábitos saudáveis, como a prática de exercícios.

Celebrado em 14 de agosto, o Dia do Cardiologista não apenas homenageia esses profissionais dedicados, mas também chama a atenção para a crescente preocupação com as doenças cardíacas. Segundo o Cardiômetro da Sociedade Brasileira de Cardiologia (SBC), desde o início do ano, o Brasil registrou mais de 113.500 mortes devido a doenças cardiovasculares.

A Organização Mundial de Saúde (OMS) informa que globalmente, patologias cardíacas resultam na morte de cerca de 17,5 milhões de pessoas anualmente. No Brasil, a SBC estima que esse número chegue a 400 mil por ano. Esse cenário evidencia a necessidade de uma conscientização e mobilização social acerca dos cuidados com o coração.

Dr. Júlio César Filho, cardiologista do Instituto de Educação Médica (IDOMED), destaca que doenças cardiovasculares lideram as estatísticas de mortalidade, afetando tanto homens quanto mulheres. Ele também enfatiza a relevância de observar sinais indicativos de problemas cardíacos, como dores no peito após exercícios ou cansaço inexplicado. A prevenção é essencial, e o cardiologista ressalta que doenças cardíacas não são exclusivas de idosos, podendo afetar até crianças.

A Importância da Atividade Física para o Coração

Héllio Linhares, coordenador do curso de Educação Física do UNIFACID Wyden, reforça que uma dieta equilibrada e exercícios regulares são pilares para a saúde cardíaca. Segundo ele, atividades físicas não só afastam o sedentarismo, como promovem uma vida mais saudável. Contudo, para aqueles diagnosticados com problemas cardíacos, a orientação médica é crucial antes de iniciar qualquer regime de exercícios.

O professor Héllio faz uma diferenciação interessante entre atividade física e exercício. Enquanto a primeira envolve ações cotidianas sem supervisão, como dançar ou caminhar pelo shopping, o exercício visa objetivos específicos, como ganho muscular, e requer acompanhamento profissional.

Em resumo, a manutenção da saúde cardíaca exige uma combinação de bons hábitos alimentares, exercícios e acompanhamento médico regular para prevenir e tratar doenças cardiovasculares.

Relacioandos