As Principais Notícias do Estado do Amazonas estão aqui!

Dupla é presa e veículos, cartões e documentos falsos apreendidos na Ponta Negra

Na manhã desta sexta-feira (24/5), por volta das 6h, a operação policial “Mendacium”, resultou no cumprimento de mandado de prisão preventiva por estelionato em nome de Pablo Kzar Andrade Costa, 41, e na prisão em flagrante de Ezio Nazaré de Oliveira, 45, por uso de documento falso e falsificação de documento público. O trabalho foi comandado pelos delegados Rafael Allemand e Juliana Tuma, titulares, respectivamente, da 5ª Seccional Centro-Sul e 22º Distrito Integrado de Polícia (DIP).

De acordo com a delegada Juliana Tuma, os suspeitos vinham utilizando documentos falsos para cometer crimes de estelionato em Manaus. A autoridade policial ressaltou que o mandado de prisão preventiva em nome de Pablo foi expedido no dia 17 de maio deste ano pela juíza Patrícia Macêdo de Campos, da 8ª Vara Criminal do Júri.

As prisões ocorreram na casa de Pablo, situada em um condomínio de luxo no bairro Ponta Negra, zona oeste da capital. Ao longo das investigações, as equipes identificaram que Ezio se passava por caseiro do imóvel. Tuma ressaltou ainda que a operação teve por objetivo combater a prática de estelionato em diferentes modalidades.

“Durante as investigações, iniciadas em fevereiro deste ano, constatamos que Pablo obtinha veículos utilizando documentos de pessoas mortas. Ele fazia, ainda, aquisições em nome de pessoas de bem, que não tinham conhecimento de que os nomes delas estavam sendo utilizados para fins de financiamento bancário. Na casa do Pablo apreendemos dois veículos, sendo um da marca Renault, modelo Sandero, que foi comprado em nome de uma pessoa falecida, e um da montadora Ford, modelo Fiesta, de procedência suspeita. Ambos de cor vermelha”, informou Tuma.

Reincidente – A titular do 22º DIP ressaltou que, no local, também foram encontrados documentos, cartões de bancos em nome de terceiros e objetos oriundos de estelionato. Juliana Tuma disse, ainda, que Pablo tinha um imóvel que era usado para lavagem de dinheiro, um restaurante peruano, localizado no conjunto Campos Elíseos, bairro Planalto, zona centro-oeste da capital. Foi constatado também que o suspeito já responde a três processos pelo crime de estelionato, inclusive em outros estados, onde já esteve preso.

“No momento da prisão de Pablo, Ezio, que se passava por caseiro, apresentou atitude suspeita e documentos falsos. Posteriormente, encontramos no cômodo onde ele estava mais três carteiras de habilitação com a fotografia do suspeito, mas com numerações e nomes distintos. Ezio já havia sido autuado em flagrante pela Polícia Federal há aproximadamente dez dias, tentando desbloquear um cartão de um cliente dentro de um banco, com o fim de realizar saques por meio de uso de documento falso”, relatou a titular do 22º DIP.

Ezio foi autuado em flagrante por uso de documento falso e falsificação de documento público. Ele será levado para audiência de custódia no Fórum Ministro Henoch da Silva Reis, situado no bairro São Francisco, zona sul da cidade. Já Pablo foi indiciado por estelionato. Após os procedimentos cabíveis, ele foi conduzido ao Centro de Detenção Provisória Masculina (CDPM), situado no quilômetro 8 da rodovia federal BR-174, onde irá ficar à disposição da Justiça.

FOTO: Divulgação / PC-AM

você pode gostar também