A equipe de investigação da 41ª Delegacia Interativa de Polícia (DIP) de Urucurituba, com o apoio de policiais militares lotados naquele município, prendeu em flagrante na tarde de quinta-feira (20/9), por volta das 14h, Joas do Vale da Silva, 23, e Melque Moraes Martins, 19, pela autoria do homicídio do frentista Adriano Freitas Garcia, ocorrido na madrugada de ontem, em Urucurituba. A vítima tinha 34 anos.

Conforme servidores da 41ª DIP, os policiais tiveram conhecimento do delito logo após o fato, por volta das 4h, ao receberem informações sobre um homicídio ocorrido em um posto de combustível, situado no bairro Centro, em Urucurituba. As equipes se deslocaram ao local, onde foi constatado que Adriano havia sido esfaqueado no pescoço e no peito. A partir disso, foi dado início as diligências em torno do caso.

“No decorrer de nossas investigações, fomos até a unidade hospitalar da região com o objetivo de colher informações sobre a autoria do crime. Identificamos os autores e realizamos nossas buscas com o auxílio dos policiais militares da região. Efetuamos a prisão dos infratores na casa onde moravam”, explicou um policial civil da 41ª DIP que participou das investigações.

Em depoimento, na unidade policial, Joas e Melque declararam que cometeram o crime por dois motivos. Segundo os infratores, na ocasião do delito, a namorada de Joas, uma jovem de 23 anos, teria ido ao estabelecimento em que a vítima trabalhava para comprar bebidas alcoólicas e teria dado um beijo em Adriano, fato que fez Joas e Melque tomarem satisfações com a vítima.

Segundo os policiais civis, além desse fato, a dupla também queria roubar o dinheiro da renda do estabelecimento para usar drogas, mas não conseguiu efetuar o roubo e acabou cometendo o homicídio do frentista.

Flagrante – Joas e Melque foram autuados em flagrante por homicídio qualificado. Ao término dos procedimentos cabíveis eles permanecerão custodiados na 41ª DIP, que funciona como unidade prisional, à disposição da Justiça.

FOTO: Divulgação / Assessoria de Imprensa da Polícia Civil do Estado do Amazonas.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here