duplaA Polícia Civil do Amazonas, por meio da equipe policial do 19° Distrito Integrado de Polícia (DIP), autuou a prisão de Darci Moura dos Santos Júnior, idade não informada, e Orleanderson dos Santos Colares, 20. Eles foram presos por volta das 22h30 de terça-feira (27), na Rua Sulina (antiga A), conjunto Residencial Vivenda Verde, bairro Tarumã, na zona Oeste de Manaus. A prisão foi efetuada por policiais militares da Força-Tática.

Conforme o registro de autuação, uma guarnição policial realizava patrulhamento ostensivo, quando avistaram Orleanderson em atitude suspeita próximo de um carro modelo Fiat Strada, placas NOW 9068, que estaria possivelmente adulterando as identificações. Ele tentou empreender fuga, atirando duas vezes contra os policiais, mas foi interceptado e preso. Em depoimento, o infrator afirmou que a função dele no local seria adulterar os carros e fazer a segurança do local, onde havia drogas enterradas no terreno.

Ao mesmo tempo em que o primeiro infrator foi preso, Darci, que estava em um barraco situado ao lado, percebeu a movimentação e também tentou fugir, mas foi preso por uma das viaturas que deram suporte à ação repressiva.

Os policiais encontraram enterradas em um dos barracos, 16 porções de entorpecente, duas balanças de precisão, uma espingarda calibre 34, duas munições calibre 38, 73 cartuchos calibre 12, três caixas com substância em pó, material para preparo de drogas, além de um veículo com restrição de roubo, de marca S10 Chevrolet, placas OAE 0904.

Uma das vítimas compareceu à delegacia e informou que o carro havia sido roubado no dia 22 de janeiro, por volta das 7h, na Rua Professora Luiza do Nascimento, bairro Zumbi dos Palmares, na Zona Leste. Segundo as informações da ocorrência, três homens que estavam munidos com arma de fogo abordaram a vítima, que levava o filho no banco de trás, quando os homens mandaram descerem do veículo. No dia do crime, três aparelhos celulares, uma máquina fotográfica, cartões de crédito e a bolsa de ferramentas também foram levados.

Na unidade de polícia, os dois disseram que trabalham para traficantes identificados como Agnaldo e Jair, membros de uma facção criminosa que atua na capital.

Ainda no 19° DIP, os dois foram autuados por tráfico de drogas, receptação, e porte de arma de fogo com numeração raspada. Após o término dos procedimentos legais cabíveis, serão recolhidos à Cadeia Pública Desembargador Raimundo Vidal Pessoa, onde ficarão presos à disposição da Justiça.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here