Dupla envolvida em homicídio de idoso é presa em Manaus

Welison Silva Batista e Felipe Alfaia Vieira

A Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS) cumpriu mandados de prisão preventiva por homicídio qualificado em nome de Felipe Alfaia Vieira, 23, conhecido como “Binho”, e Welison da Silva Batista, 22, o “Pereles”.

De acordo com o delegado Orlando Amaral, a dupla está envolvida na morte do idoso Sirjunot Terço de Verçosa. O crime aconteceu no dia 1° de agosto de 2017, na casa da vítima, situada na Rua Gaivota, bairro Tancredo Neves, zona leste. A vítima tinha 61 anos. As ordens judiciais em nome dos infratores foram expedidas no dia 11 de outubro deste ano, pelo juiz Mauro Moraes Antony, da 3ª Vara do Tribunal do Júri.

“No dia do crime três elementos, sendo os dois jovens e Douglas Conceição de Souza, 26, o “Chico Rato”, que já está preso por outros crimes, chegaram, encapuzados, na casa do idoso. Felipe e Douglas, utilizando uma pistola e uma espingarda calibre 12, efetuaram disparos na cabeça de Sirjunot, enquanto Welison dava cobertura aos comparsas do lado de fora do imóvel. No momento da ação criminosa, a filha do idoso tentou impedir o delito e chegou a travar luta corporal com um dos infratores”, explicou Amaral.

O titular da DEHS relatou que as equipes da unidade policial prenderam Welison na tarde do dia 17 de outubro deste ano, por volta das 15h, no bairro Tancredo Neves. Já Felipe foi preso na manhã da última segunda-feira (22/10), por volta das 10h, naquele mesmo bairro. Amaral disse, ainda, que Douglas é o mandante do crime. O indivíduo foi preso na noite do dia 27 de fevereiro deste ano, por volta das 21h, durante uma blitz realizada no bairro Tancredo Neves.

“Na ocasião, policiais militares detiveram “Chico Rato” por não portar Carteira Nacional de Habilitação (CNH) ao conduzir um veículo. Ao consultarem o banco de dados da polícia, os servidores verificaram a existência, em aberto, de mandado de prisão preventiva por homicídio qualificado em nome de Douglas, por envolvimento em duplo homicídio ocorrido naquele mesmo bairro, no dia 4 de dezembro de 2017”, informou a autoridade policial.

Motivação do crime: O delegado afirmou que Douglas é envolvido com o tráfico de drogas no bairro Tancredo Neves e, em depoimento, argumentou que planejou o homicídio do idoso porque Sirjunot teria molestado uma criança de quatro anos que mora naquela área da cidade. Amaral afirmou, ainda, que as armas utilizadas no dia do crime foram apreendidas durante uma operação realizada anteriormente pela Polícia Civil.

“Realizamos diligências para averiguarmos a veracidade dessa declaração fornecida por Douglas durante depoimento, mas não encontramos qualquer ocorrência sobre o fato. Não há informações de que o idoso tenha, em nome dele, qualquer outro tipo de ocorrência a não ser o que o infrator relatou”, pontuou o titular da DEHS.

A autoridade policial destacou, ainda, que Welison e Felipe respondem por crime de porte ilegal de arma de fogo de uso restrito, cometido em 2017. A dupla foi indiciada por homicídio qualificado. Ao término dos procedimentos cabíveis na DEHS, os dois infratores serão levados ao Centro de Detenção Provisória Masculino (CDPM), onde irão permanecer à disposição da Justiça.

FOTO: Erlon Rodrigues / Assessoria de Imprensa da Polícia Civil do Estado do Amazonas.