Take a fresh look at your lifestyle.

-publicidade-

-publicidade-

Durante Operação Enchente 2021, governador Wilson Lima reforça ações na área da saúde

Em viagem a Eirunepé, Itamarati, Envira e Ipixuna, nesta sexta-feira (12/03), o governador Wilton Lima reforçou ações na área da saúde nos municípios, que sofrem os efeitos da cheia do rio Juruá. A Operação Enchente 2021 também está levando ajuda humanitária, assistência social e linhas de financiamento para essas cidades.

Durante a operação, Wilson Lima repassou doses de vacinas contra a Covid-19 e pediu aos prefeitos que a campanha de imunização não seja suspensa. “Esse é um apelo que eu faço a todos os prefeitos: que a vacinação da Covid-19 continue, apesar de toda essa dificuldade com logística, porque a vacina contra a Covid é a arma mais poderosa contra essa pandemia”, disse o governador.

Eirunepé recebeu mais 180 doses e Envira outras 250, como parte da sétima remessa de envios de imunizantes pelo Governo do Estado. Ipixuna recebeu 890 doses, além de 24 caixas com testes rápidos e kit de equipamentos para tele consultas (três notebooks, três caixas de som e três câmeras – web cam).

Reforço de ações – Em parceria com a Fundação de Vigilância em Saúde (FVS-AM), a Secretaria de Estado de Saúde (SES-AM) tem reforçado as ações de assistência em saúde nos municípios atingidos pela enchente dos rios.

O secretário executivo adjunto de Atenção Especializada do Interior da SES-AM, Cássio Espírito Santo, informou que uma das preocupações é com o aumento de casos de dengues nesses municípios atingidos pela cheia dos rios.

“Com a FVS-AM, estamos enviando testes rápido para dengue. Com o aumento da cheia tem um gradativo aumento da dengue. Então a gente precisa ter o diagnóstico precoce para tratar rápido. E, também, poder descartar rapidamente a suspeita para outras doenças, como a Covid-19”, explica Cássio.

Outro ponto que preocupa, ressalta o secretário, são as doenças em decorrência da escassez de água potável. Por isso, a SES-AM também está providenciando o envio de hipoclorito para os municípios atingidos pela enchente. A substância é utilizada para purificar a água para o uso e consumo humano.

“A falta de água potável pode trazer várias doenças, com as diarréicas agudas e hepatite”, lembra o secretário. “A gente também tem a questão do aumento de acidentes com animais peçonhentos quando as águas baixarem, assim como a malária. Por isso aumentamos a vigilância nessas regiões”, completa Cássio. Também como estratégia de saúde pública, o Governado do Estado tem montando estações de tratamento de águas nos municípios.

O secretário informa ainda que a SES-AM e a FVS-AM estão apoiando os municípios com orientação sobre os fluxos de desabrigados nos abrigos, com o objetivo de evitar a disseminação do novo coronavírus nesses ambientes.

FTI – O Governo do Estado tem atuado para reforçar a estrutura de saúde no interior do Amazonas e já repassou R$ 123 milhões do Fundo de Fomento ao Turismo, Infraestrutura, Serviços e Interiorização do Desenvolvimento do Amazonas (FTI) aos municípios. Desse total, R$ 76 milhões repassados em 2020.

Itamarati já recebeu, este ano, R$ 198,2 mil por meio do FTI. O valor é referente a primeira parcela de 2021. No ano passado, o município recebeu do Governo do Amazonas, por meio do fundo, o valor de R$ 505,4 mil.

Envira já recebeu R$ 396,4 mil este ano e R$ 1,01 milhão em 2020. Para Eirunepé, o Governo do Estado enviou R$ 528.634,50 em 2021, e no ano passado, R$ 12.442,214.62.

Operação Enchente – Há duas semanas, o governador iniciou as ações para levar ajuda humanitária ao interior do estado e percorreu os municípios de Boca do Acre e Pauni, na Calha do Purus; e Envira, Eirunepé e Guajará na Calha do Juruá.

FOTO: Diego Peres/Secom

-publicidade-