As Escolas de Samba de Manaus têm até o dia 1º de fevereiro para concorrerem ao Edital de Chamamento Público nº 001/2019 que destina apoio financeiro da Prefeitura de Manaus ao Desfile das Escolas de Samba de Manaus 2019 do Grupo Especial, “A”, “B” e “C”.

O apoio financeiro está dividido em quatro categorias: Categoria 1 – Grupo Especial até R$ 99.582,00 por Escola de Samba, sendo o grupo composto por oito agremiações, totalizando até 796.656,00; Categoria 2 – Escolas de Samba do Grupo “A”: até R$ 60.856,00 por Escola de Samba, sendo o grupo composto por sete agremiações, totalizando até 425.992,00; Categoria 3 – Escolas de Samba do Grupo “B”: até R$ 38.727,00 por Escola de Samba, sendo o grupo composto por seis agremiações, totalizando até 232.362,00; Categoria 4 – Escolas de Samba do Grupo “C”: até R$ 16.597,00 por Escola de Samba, sendo o grupo composto por seis agremiações, totalizando até 99.582,00.

O diretor-presidente da Manauscult, Bernardo Monteiro de Paula, explicou que os recursos a serem transferidos através da parceria a ser celebrada para o desfile oficial das Escolas de Samba de Manaus serão destinados exclusivamente para as agremiações carnavalescas que atenderem todas as exigências estabelecidas no edital.

SONORA: Bernardo Monteiro de Paula – Dir.-pres. Manauscult

“As escolas trabalham o ano inteiro movimentando a economia da cultura e esperam o carnaval. Isso é recurso da Prefeitura investido na cultura para gerar renda, trabalho e emprego em Manaus.”

Podem concorrer ao edital as organizações da sociedade civil (OSCs) sediadas em Manaus. As mesmas deverão apresentar suas respectivas propostas em envelope fechado e com identificação da instituição proponente e meios de contato, com a inscrição “Proposta – Edital de Chamamento Público nº 001/2019 – MANAUSCULT”, a serem entregues no Protocolo da Fundação Municipal de Cultura, Turismo e Eventos (Manauscult), localizada na avenida André Araújo, nº 2.767, até o dia 1º de fevereiro das 8h às 17h, contendo todos os documentos obrigatórios exigidos no item 4 do edital nº 001/2019.

Na terça-feira, 8/1, Bernardo Monteiro de Paula, se reuniu com 27 representantes das escolas de samba para tirar dúvidas sobre o edital. Na ocasião, os proponentes foram informados quanto aos documentos obrigatórios que devem ser entregues, as certidões emitidas pelo Tribunal de Contas do Estado do Amazonas (TCE-AM), planos de trabalho, período de execução, entre outras exigências.

Texto: Mônica Figueiredo / Manauscult