Os Programas de Educação Cidadã da Escola do Legislativo da Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam) – o “Parlamento Jovem”, “Conhecendo o Legislativo” e as palestras de “Educação Cidadã” – levaram informação sobre o universo político e seus reflexos na vida da população a 6.698 alunos, do nível fundamental ao ensino superior, de 71 instituições públicas e particulares do Estado durante o ano de 2014.

Apesar de se tratar de um ano atípico, com a realização da Copa do Mundo entre os meses de junho e julho e do período eleitoral entre agosto e outubro, os programas conseguiram atingir, segundo a gerente de Educação Cidadã, Cassandra Serejo, instituições de ensino que ainda não haviam participado deste trabalho realizado pelo Legislativo estadual. Para atingir tal meta, a gestora explica que o trabalho de divulgação nas escolas foi ampliado e foram feitas readequações no calendário anual de atividades, como o da edição do Parlamento Jovem, que se deu no período de 19 a 30 de maio e do qual participaram 2.335 adolescentes do Amazonas.

“No ano de 2014 ocorreram a Copa do Mundo, as Eleições e também a grande enchente do Rio Amazonas. Tivemos problema com tempo para atender a demanda reprimida, mas ainda foi um saldo positivo, com reconhecimento do trabalho pelo corpo docente das escolas do Estado e também em nível nacional, com a aprovação do trabalho ‘A necessidade da consciência política na classe estudantil do ensino médio do Estado do Amazonas’ para apresentação na 5ª Jornada de pesquisa e extensão na Câmara dos Deputados”, ressaltou.

De acordo com Cassandra, a notoriedade do Parlamento Jovem realizado pela Assembleia Legislativa do Amazonas vem despertando o interesse de coordenadores do programa nas casas legislativas de outros estados, o que levou a um intercâmbio entre as instituições. “Durante a edição do Parlamento Jovem de 2015, coordenadores de outros estados visitarão o Amazonas para acompanhar como realizamos o programa no Estado; cujo diferencial são as palestras de conscientização política que realizamos nas escolas, demonstrando a importância do Poder Legislativo e da Democracia”, contou, acrescentando que já confirmaram participação coordenadores da Bahia, Alagoas, Rio de Janeiro, Sergipe, Piauí e Pará.

O Parlamento Jovem foi criado em 2008 e é realizado anualmente com o objetivo de possibilitar aos alunos de escolas públicas e particulares a vivência do processo democrático, mediante participação em uma jornada parlamentar na Assembleia Legislativa, em que os estudantes tomam posse e atuam como deputados jovens. Já o Conhecendo o Legislativo organiza visitações de estudantes das escolas públicas e privadas às dependências da Assembleia Legislativa.