Take a fresh look at your lifestyle.

-publicidade-

Educação de excelência da prefeitura de Manaus é apresentada em evento sobre os dois anos da BNCC

A Prefeitura de Manaus participou, nesta terça-feira, 8/12, do seminário “2 anos da BNCC da Educação Básica”, promovido pelo Movimento pela Base, Organização Não-Governamental (ONG) que se dedica a implementação da Base Nacional Curricular Comum (BNCC) e do Novo Ensino Médio. Representado a prefeitura, a titular da Secretária Municipal de Educação (Semed), Kátia Schweickardt, apresentou o trabalho de excelência desenvolvido pela secretaria durante a gestão Arthur Virgílio Neto.

O propósito do seminário é dar visibilidade para o avanço da BNCC e do Novo Ensino Médio. O evento contou com uma retrospectiva e diversos debates. A secretária Kátia Schweickardt participou do debate “A BNCC e o Novo Ensino Médio encontram seu caminho em 2020”, em conjunto com o secretário de educação do Estado de São Paulo, Rossieli Soares, e o Educador Nota 10 de 2020, o professor do Rio de Janeiro, Luiz Felipe Lins.

Durante sua participação, a secretária apresentou o que estava sendo desenvolvido na Semed mesmo antes da pandemia. Ela reforçou que o trabalho fluiu porque partiu principalmente dos professores da secretaria que pediam por isso.

“O caminho que encontramos é reflexo de um trabalho que fizemos por anos. Quando começamos a discussão da base já tínhamos pavimentado quem éramos e quem queríamos ser. A BNCC garante o mínimo e é fortalecida pela rede, que está centrada no protagonismo dos jovens”, disse a gestora, ao reforçar que o destaque obtido pelo trabalho durante a pandemia foi devido a parceria entre diversos gestores públicos experientes e ao conhecimento da base que a rede já possuía. “Sabíamos que não dava para fazer um trabalho conteudista, por isso pudemos dar vazão a vários campos da BNCC. Nosso objetivo foi propiciar um ambiente onde todos pudessem se envolver”, completou.

Sobre o trabalho com a BNCC, Rossieli apontou que o país avançou muito na implementação da base justamente nesse momento de pandemia, principalmente no Ensino Fundamental. “Em São Paulo temos buscado trazer o protagonismo para o jovem. No trabalho que estamos fazendo para o Ensino Médio, começamos a estimular o projeto de vida com os jovens desde o 6º ano do Ensino Fundamental”, comentou.

Educador Nota 10

Eleito como Educador Nota 10 de 2020, o professor de matemática da rede pública do Rio de Janeiro, Luiz Felipe Lins, reconheceu que a base teve um papel fundamental nessa premiação.

“A base abre caminho para boas experiências. Eu estudei bastante a base para poder aplicar. Meu projeto mostra a conexão da matemática com a vida cotidiana, como a engenharia e a arquitetura dos espaços que os estudantes habitam”, disse o professor, que contou que durante a premiação pode conhecer a professora Lúcia Cortez, também indicada por seu trabalho na Escola Municipal Waldir Garcia, em Manaus. “Foi muito bom conhecer a Lúcia, ela me ensinou bastante. Trocamos muito conhecimento”, finalizou.

Texto – Alexandre Abreu / Semed

Foto – Márcio Jamens / Semcom

-publicidade-