As Principais Notícias do Estado do Amazonas estão aqui!

EDUCAÇÃO: MP do Ensino Médio deve melhorar o ensino, acredita Confenen

Em debate no Congresso Nacional, a Medida Provisória 746/2016, proposta pelo governo Michel Temer para a reformulação do Ensino Médio recebeu elogios da Confederação Nacional dos Estabelecimentos de Ensino, a Confenen. De acordo com o diretor executivo da entidade, João Luiz Cesarino, a intenção do governo de diminuir o número de disciplinas obrigatórias, focando o ensino em quatro áreas do conhecimento, sendo elas: linguagens, matemática, ciências da natureza e ciências humanas é o melhor caminho a seguir para aprimorar o conhecimento dos estudantes. “A Confenen entende que o Ensino Médio como está colocado hoje está colocado, com 13 disciplinas, onde o aluno tem muito contato, mas não consegue aprofundar esse contato. Então, é aquele aluno que sabe um pouco de cada coisa. Então, as áreas de conhecimento como estão colocadas, elas vão fazer que existam essa possibilidade de aprofundamento nas disciplinas realmente importantes”.

O diretor executivo da Confenen acredita que a diversificação das disciplinas vai ajudar os alunos a sairem do Ensino Médio ainda mais preparados para enfrentar os desafios do primeiro emprego ou da universidade. “São as disciplinas as ferramentas básicas para que o aluno possa ou ingressar no mercado de trabalho aproveitando a diversificação que a MP propõem, ou dar continuidade aos seus estudos e ir cursar uma universidade”.

A medida provisória foi editada pelo presidente Michel Temer em 22 de setembro e publicada no Diário Oficial da União no dia seguinte. O texto ainda precisa ser votado na comissão mista destinada a analisá-la para, em seguida, ser apreciado pelos Plenários da Câmara dos Deputados e do Senado. De acordo com Cesarino, o excesso de conteúdos obrigatórios tem atrapalhado o aprendizado dos alunos e, segundo ele, esse problema precisa ser discutido e resolvido o quanto antes.

Reportagem, João Paulo Machado

você pode gostar também