Educadores da Semed participam de 1º Seminário Municipal de Alfabetização

Mais de 300 professores da rede municipal de ensino participaram do 1° Seminário Municipal de Alfabetização, na manhã desta sexta-feira, 21/9, realizado pela Prefeitura de Manaus. O evento aconteceu no Auditório Rio Amazonas, da Universidade Federal do Amazonas (Ufam), Coroado, zona Leste de Manaus. Com o tema “Alfabetização e Letramento: Consciência Fonológica”, o objetivo foi compartilhar saberes, conhecimentos e experiências da área.

A Secretaria Municipal de Educação (Semed) assumiu o compromisso de alfabetizar todas as crianças até o fim do 3º ano do Ensino Fundamental até 2024, contemplando a meta do Plano Municipal de Educação (PME). O órgão também estabeleceu, conforme determinação do prefeito Arthur Virgílio Neto, como principal ação norteadora da rede, a ‘Política Municipal de Alfabetização: Alfabetizar Compromisso de Todos’.

A secretária da Semed, Kátia Schweickardt, participou do seminário acompanhada da subsecretária de Gestão de Educacional (SGE), Euzeni Trajano, da diretora de Gestão Ecacional (Dege), Marcionília Bessa, e da Chefe da Divisão de Ensino Fundamental (DEF), Vera Lúcia Lima da Silva.

Durante o seminário, vários assuntos foram abordados, como o protagonismo da criança na aprendizagem por meio das novas tecnologias. Também foi apresentado aos participantes vídeos de ‘Boas Práticas da Alfabetização’ produzidos pelas Divisões Distritais Zonais (DDZs) da Semed. Houve ainda a leitura do livro infantil “Boladas e Amigos” pela aluna Gabriela Rocha do 3º ano, da Escola Municipal Benjamim Mathias Fernandes, localizada no Lago Azul, zona Norte.

De acordo com a secretária da Semed, Kátia Schweickardt, a meta do PME, que é alfabetizar todas as crianças até o fim do 3º ano, já está sendo revista pela Semed. A representante da pasta disse, ainda, que a alfabetização plena do aluno não é apenas o ato de ler, mas de interpretar de forma correta a informação. “A Semed pretende mudar essa meta e no 2º ano, aos 7 anos, ter todos os anos alunos alfabetizados até 2024.”

A professora, Jenilce Bitar, do 3º ano na Escola Municipal José Augusto Roque da Cunha, localizada no Monte das Oliveiras, zona Norte da capital, comentou que ter todos os alunos alfabetizados é uma meta desafiadora, que envolve vários setores na vida dos alunos. “O professor precisa ser inovador nas suas metodologias e contar também com apoio da família, só assim a gente consegue o resultado esperado.”

O tema do Seminário se refere à capacidade de segmentar de modo consciente as palavras em suas menores unidades, em sílabas e em fonemas, considerando a capacidade de refletir explicitamente sobre a estrutura sonora da palavra, tal consciência se refere a segmentos no nível de palavras, rimas, aliterações, sílabas e fonemas.