Polícia Civil prende mulher envolvida no homicídio da própria cunhada no bairro Coroado 3

A Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS) prendu, em flagrante, Thais Rejane Barboza Alves, 32, envolvida no homicídio da própria cunhada, Luana Freire de Souza, que tinha 19 anos. O crime ocorreu ontem (3/12), na casa onde elas moravam, situada na travessa Pato Branco, terceira etapa do bairro Coroado, zona leste de Manaus.

De acordo com o delegado Orlando Amaral, titular da a autoridade policial, a equipe de investigação da DEHS tomou conhecimento do caso ainda na manhã de segunda-feira (3/12), por volta das 8h, após ser informada que Luana havia sido encontrada morta na cama dela. Na ocasião, os policiais civis se deslocaram até o local do crime, onde encontraram uma arma branca em cima do corpo da vítima e constataram que a jovem havia sido golpeada até a morte com uma faca.

“Ao longo das diligências, suspeitamos que alguém próximo da família poderia ter envolvimento no delito. Thais foi a primeira pessoa a entrar na casa e encontrar o corpo da vítima. Em seguida ela relatou aos familiares de Luana que a casa estava revirada. Por volta das 11h, conduzimos Thais até a DEHS onde, durante depoimento, ela confessou que tramou um furto na casa onde morava com a família do marido”, relatou Amaral.

Motivação – Conforme o delegado, a mulher informou que deixou a porta da casa da família aberta para que um indivíduo, chamado “Wills”, furtasse R$ 7,5 mil referentes ao dízimo da igreja que a sogra guardava, por ser tesoureira da instituição. Ela teria pedido ao comparsa que apenas desse um “susto” em Luana, para que família tivesse o compromisso de repor esse dinheiro à igreja. A infratora alegou que a motivação do crime foi o fato dela ter sido acusada de furto algumas vezes pela família do esposo e que ela tinha raiva dessas pessoas.

A autoridade policial informou, ainda, que durante depoimento a infratora alegou que “Wills” foi quem desferiu os golpes de faca que provocaram a morte de Luana e que, após o crime, ele teria subtraído a quantia em dinheiro e deixado em uma lixeira próxima ao local, para que ela pegasse. Conforme o delegado, o valor levado do imóvel foi encontrado pelos policiais civis em uma mochila que a infratora escondeu embaixo de uma cama, sem que o morador soubesse.

Orlando Amaral destacou que as investigações em torno do caso seguem em andamento para verificar se houve de fato a participação de outro indivíduo no crime. “Acreditamos que a declaração de Thais seja fantasiosa, pois até o momento o indivíduo não foi encontrado e a infratora não sabe indicar nenhum dado sobre o homem. Vamos prosseguir com as investigações para saber se o suposto “Wills”, de fato, existe. O que temos de concreto é a participação dela no crime, até porque o dinheiro foi todo recuperado”, declarou.

Flagrante – Thais foi autuada em flagrante por homicídio qualificado. Ao término dos procedimentos cabíveis na DEHS, ela será levada para Audiência de Custódia no Fórum Ministro Henoch da Silva Reis, bairro São Francisco, zona sul da capital.

FOTO: Erlon Rodrigues / Assessoria de Imprensa da Polícia Civil do Estado do Amazonas.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here