Take a fresh look at your lifestyle.

-publicidade-

Eleição da nova mesa diretora da Aleam é mantida pela Justiça

A Justiça interferir na decisão configuraria uma interferência entre os poderes

O Tribunal de Justiça do Amazonas confirmou, nesta terça-feira (15), a decisão da desembargadora Joana dos Santos Meirelles que negou a suspensão dos efeitos da Proposta de Emenda Constitucional (PEC) que resultou na eleição do novo presidente da Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam), deputado Roberto Cidade, no dia 3 de dezembro.

A desembargadora havia negado o pedido dos deputados, que alegavam uma violação no processo em função do tempo reduzido para os dois turnos da votação. Contudo, em função da importância do assunto, ela pediu para o processo ser analisado pelo tribunal pleno, que confirmou a decisão da juíza.

Segundo o TJ, não houve violação da Constituição e o assunto configura uma questão interna da Assembleia. A Justiça interferir na decisão configuraria uma interferência entre os poderes.

-publicidade-