A nadadora Luisa Marillac, de 19 anos, visitou a área do parque aquático da Vila Olímpica de Manaus, administrado pela Secretaria de Estado de Juventude, Esportes e Lazer (Sejel), localizado no bairro Dom Pedro, zona centro-oeste, e ficou surpreendida com a piscina olímpica, legado das Olimpíadas Rio 2016.

“É uma piscinas mais modernas que existem no mundo, e os beneficiários serão os nossos nadadores. A Luisa é um grande nome da natação amazonense e, em breve, nós a veremos em ação na nossa piscina”, comentou o titular da Sejel, Caio André de Oliveira.

Marillac é a atual campeã amazonense e campeã da Copa Norte, onde foi premiada com um troféu de melhor índice técnico. Em 2015, ela conquistou o primeiro lugar na Copa Norte/Nordeste.

Luisa Marillac começou a competir aos 9 anos de idade, na antiga piscina da Vila Olímpica de Manaus. Com emoção, ela lembra que a mãe não sabia e que foi inscrita pelo pai.

“Meu pai me inscreveu para competir sem a mamãe saber. A disputa foi num sábado, e nós informamos a ela no mesmo dia pela manhã. Ela ficou ansiosa e nervosa”, lembrou aos risos. “Mas foi nesse dia que consegui minha primeira medalha de natação. Nadei os 25 metros livre, borboleta e costas, que são as provas de estreantes, e fiquei em primeiro lugar”, completou a nadadora.

Desde então, começou o histórico de vitórias de Luisa, principalmente na piscina antiga. Ao saber que a piscina dos jogos olímpicos viria para Manaus, comemorou. “Quando eu soube que a piscina viria para cá, foi uma grande felicidade. Imaginei o quanto nós, atletas de natação, poderíamos fazer a mais. Inclusive com a possibilidade de grandes competições, nacionais e até internacionais, o que é uma grande oportunidade para todos”, destacou a atleta.

A nadadora sabe a falta que fez a ausência de uma piscina no complexo esportivo, porém acredita que, com a inauguração da piscina olímpica, novos tempos surgirão para os nadadores amazonenses.

“Está tudo lindo. Me enche de alegria saber que em breve poderemos treinar e competir aqui, dentro de casa, no mesmo nível de outros locais mais estruturados. A natação terá novos momentos com essa piscina. Já se fazia muito com a piscina antiga, com essa conseguiremos melhores resultados ainda”, falou.

Ansiosa para as primeiras braçadas no novo espaço, a atleta falou da expectativa diante desse novo complexo. “Quando vi essa piscina, eu já quis pular, inclusive, ando sempre preparada quando venho aqui. Quem sabe eu receba um convite repentino, para fazer um teste”, revelou. “Sei que nessa piscina vou evoluir e conseguir melhorar minhas marcas e representar melhor ainda o Amazonas”, finalizou.

FOTO: Mauro Neto / Sejel